Curitiba - Cidade Inteligente omaaTSV7TqtFqCdzuSPzD0JpBw0

APOIO

APOIO

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

FAÇA SUA INSCRIÇÃO

Compliance tributário precisa estar no foco da gestão de empresas, afirma consultor


Carlos Nascimento, especialista em soluções fiscais e tributárias da Thomson Reuters fala sobre a Sped Fiscal e compliance tributário em Café da Manhã Fiscal, em Curitiba, organizado pela empresa de tecnologia 4Results em parceria com o Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças – IBEF PR. Com o Tema “Cenário Fiscal Atual e as Projeções Futuras”, o palestrante apresentou um cenário fiscal em transição, que impõe forte mudança cultural com a quebra de paradigmas. Veja como foi o evento, que aconteceu no Palacete dos Leões, sede do BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul.


Como um bom planejamento financeiro pode alavancar negócios de micro e pequenas empresas em 2017


A exatos dois meses para o fim do ano, é hora de organizar a casa e planejar as contas para iniciar 2017 sem sustos no orçamento. Nesse sentido, o planejamento financeiro é a melhor estratégia, principalmente, para empresas de micro e pequeno porte, que geralmente têm menos margem para possíveis erros.

Silvio Soledade*, sócio diretor da consultoria PlanoGestão, explica que o planejamento orçamentário deve servir como guia e não deve engessar a operação, mas auxiliar o empresário a avaliar o negócio como um todo.

1. Analise os resultados das vendas de 2016 e as projete mês a mês para 2017, levando em consideração expectativa de crescimento de acordo com o cenário de sua atividade. Lembre-se sempre que muitas das despesas operacionais como energia elétrica, por exemplo, sofrerão ajustes no próximo ano. Então, é fundamental que suas vendas tenham algum índice de crescimento e não de estagnação.

2. Tenha disciplina e acompanhe o orçamento mensalmente, comparando os valores executados com o que foi planejado, para que possíveis correções de rotas sejam efetuadas preventivamente.

3. Revise e reavalie sempre seu orçamento. A gestão da empresa é dinâmica e exige do empreendedor capacidade de interpretação e rapidez na tomada de decisões.

4. Tenha uma contabilidade consistente. Solicite ao seu contador o DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício) mensalmente, para que você possa acompanhar os números de perto e, assim, comparar com o que havia sido planejado.

5. Compartilhe com a equipe as metas estabelecidas e discuta as correções necessárias. Informação gera engajamento, que será necessário se sua empresa tiver que adotar uma política de redução de custos no decorrer dos meses.

6. Separe corretamente as despesas, principalmente as pessoais que, quando pagas pela empresa, contaminam dados e dificultam uma análise mais consistente. Procure identificar os gastos por grupos, por exemplo: despesas administrativas podem incluir energia elétrica, segurança, telefone, internet, material de escritório etc. Já as despesas de locação incluem aluguel, IPTU, condomínio, etc.

7. Considere para efeito de orçamento o valor correto do seu Pro Labore, mesmo que este seja pago por meio de dividendos e antecipações.

8. Projete investimentos, tais como: compras de equipamentos, treinamentos, e adequações nas instalações para não ter surpresas com gastos imprevistos.

Silvio Soledade* é sócio-diretor da consultoria PlanoGestão. Acumula ainda os cargos de Diretor Financeiro e Diretor Cultural da Associação dos Profissionais de Propaganda (APP). É também Personal & Executive Coach certificado pela SBC – Sociedade Brasileira de Coaching.


Aiqfome: nova opção de aplicativo em Curitiba para mercado de delivery online


O consumidor curitibano passou a contar com mais uma opção de aplicativo para pedir comida em casa. Criado em Maringá, o Aiqfome chega à capital com o desafio de competir com os gigantes do setor – Ifood e Pedidos Já. A aposta, segundo os seus sócios, é unir a melhor experiência para os usuários e restaurantes a um suporte ágil e fácil.

Com um modelo exclusivo de licenciamento, a empresa fundada em 2007 vem crescendo 20 % ao mês, e hoje é a 3ª maior plataforma do mercado de delivery online nacional. Além do aplicativo para iOS e Android, há possibilidade de pedir as comidas pelo site.

“Somos, acima de tudo, usuários e queremos oferecer a melhor experiência possível para os nossos clientes”, afirma Igor Remigio, CEO do Aiqfome.

A empresa paranaense registra mais de 35 mil pedidos mensais, em 32 cidades de sete estados (Paraná, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Maranhão, São Paulo e Mato Grosso).

A entrada na capital é considerada como estratégica para a empresa. Para isto, o aplicativo já conta com cerca de 90 restaurantes à disposição dos clientes, como: Carolla D.O.C, Beto Batata, Peixe Frito, Ernesto Ristorante, Família Sfiha, Genius, Mercatu, Cidadão do Mundo Burger, Porta Romana, Porco Nobre Suggus, Rock and Honda, Rei do Camarão entre outros.

Outro ponto destacado pelo CEO é o modelo adotado para a expansão do Aiqfome no país. A operação é local, o que reduz custos, garante mais agilidade e cria condições para soluções que atendam demandas específicas. “Nossos licenciados são os donos do negócio também. Têm a autonomia de negociar os contratos e propor ações de marketing direcionadas”.

Marketing

Aliás, as mídias sociais são os principais destinos das verbas de marketing da startup. Páginas no Facebook e o perfil no Instagram trazem promoções, sorteios e brindes destinados e segmentados para atingir o público-alvo.

Remigio afirma, ainda, que a concorrência não assusta: “pelo contrário, é estimulante”, já que o mercado ainda é novo e há um altíssimo potencial de crescimento.

“Hoje, nove a cada 10 pedidos de delivery ainda são realizados pelo modo tradicional, via telefone. Com a popularização das soluções de delivery online como o Aiqfome, estimamos que em poucos anos os pedidos online irão ultrapassar os por telefone, como ocorreu em 2015, nos Estados Unidos”.

Mais informações sobre o licenciamento do aplicativo estão disponíveis no link franquia.aiqfome.com


Paraná terá seu primeiro parque de biociências


O Paraná terá o seu primeiro Parque Científico e Tecnológico de Biociências (Biopark). Iniciativa dos empresários fundadores da indústria farmacêutica Prati-Donaduzzi, de Toledo (Oeste), que conta com apoio do Governo do Estado, o Biopark terá quatro milhões de metros quadrados e espaço reservado para universidades, hospitais, incubadoras, indústrias e até áreas residenciais. O governador Beto Richa participou do lançamento, realizado nesta quinta-feira (22). Na mesma solenidade, Richa assinou decreto que cria o marco regulatório para a implantação do Complexo Paranaense de Parques Tecnológicos no Estado.

Idealizado por Luiz Donaduzzi e a esposa Carmen, o Biopark pretende gerar 30 mil empregos e transformar a região de Toledo em um polo do setor de biociências nas próximas décadas. O investimento inicial é de R$ 100 milhões. A expectativa é que esse volume possa chegar a R$ 500 milhões em cinco anos, de acordo com Luiz Donaduzzi.

Richa enalteceu a iniciativa. “É um projeto dos mais importantes para o Oeste do Paraná e demonstra, mais uma vez, a participação da Prati-Donaduzzi no desenvolvimento econômico e social da região. A indústria é a maior fabricante de medicamentos genéricos do Brasil e merece todo o apoio do governo do Estado”, afirmou o governador. “Já estive na Prati inúmeras vezes para celebrar parcerias, investimentos do Estado, anunciar a abertura do curso de farmácia e agora, temos mais uma demanda que é a abertura de um campus avançado da Unioeste dentro do Biopark”, disse.

Richa explicou que o apoio do Governo do Estado ao projeto do Biopark será com convênios, parcerias com entidades como o Instituto Tecnológico do Paraná (Tecpar) e Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), abertura de cursos de graduação nas universidades estaduais para ampliar a disponibilidade de técnicos. “É uma iniciativa que merece o apoio decisivo do Estado”, afirmou.

QUALIFICADA – A ideia do projeto Biopark é permitir a formação de mão de obra qualificada para o setor e estimular o desenvolvimento de pesquisas, a criação de startups e a instalação de empresas. “Na área de biociências há uma infinidade de possibilidades, desde a área de medicamentos, até produtos para animais e plantas, equipamentos, softwares, cosméticos e nutracêuticos” cita.

Um dos focos é o desenvolvimento de medicamentos a preço acessível para a população. Fundada há 22 anos, a Prati-Donaduzzi é atualmente a maior fabricante de medicamentos genéricos do País, com uma produção de 11 bilhões de doses por ano. “Hoje os parques em funcionamento estão dentro das universidades. O que vamos fazer aqui é o caminho contrário. Vamos trazer a universidade para dentro da indústria”, diz Donaduzzi. “Esse projeto vai se consolidar ao longo dos anos e vamos poder trazer progresso para a região toda”.

O objetivo da Prati-Donaduzzi é continuar produzindo medicamentos, sendo uma empresa brasileira e familiar, mas profissionalizada, e que continue crescendo ao longo dos anos. O parque tecnológico vai ajudar no crescimento. O empresário explicou que a intenção é trazer pessoas de fora, que demandarão moradias, veículos, escolas, lazer. “Há todo um desenvolvimento ao redor do projeto do parque, porque a ideia é que seja um ambiente seguro e agradável de trabalhar”.

UNIOESTE – O secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, ressaltou o protocolo de intenções assinado, na mesma solenidade, pelo reitor em exercício da Unioeste, Moacir Piffer, e o empresário Luiz Donaduzzi. Pelo protocolo, será doado terreno para ampliação do campus da Unioeste em Toledo para dentro do Biopark. “Isso permitirá atender novos cursos da área de tecnologia que, por certo, serão importantes para o desenvolvimento e formação de recursos humanos dessa área aqui na região de Toledo”, disse ele.

Segundo o secretário, o primeiro curso será de química farmacêutica medicinal, que já existe na Unioeste e será transferido para o campus do Biopark. Atualmente a Prati já possui uma parceria com a Unioeste em residência industrial farmacêutica.

O Biopark vai abrigar, ainda, um campus do curso de medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR). O projeto deve ficar pronto dentro de um ano e meio. Além disso, contará com a Unibio, universidade corporativa que vai oferecer cursos técnicos e de pós-gradução.

O parque também contará com dois hospitais – um da Unimed e outro da Hoesp (Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná). A Prati deve também construir no local uma fábrica de medicamentos oncológicos, no futuro.

Eder Mafissoni, CEO da Prati-Donaduzzi, lembrou que toda indústria farmacêutica depende de muita pesquisa e o desenvolvimento é caro e lento. “A ideia do parque é atrair talentos e mentes brilhantes para facilitar o acesso à tecnologia e ao conhecimentos. O grande desafio no Brasil é conseguir conexão entre as universidades que detêm o conhecimento e a iniciativa privada, dando oportunidade para que os projetos acadêmicos se transformem em produtos para a população”, disse ele.

HISTÓRICO – A maior fabricante de medicamentos genéricos do Brasil nasceu de um pequeno laboratório em Toledo, Oeste do Paraná, em 1993. O projeto nasceu pouco depois de o casal de farmacêuticos Carmen e Luiz Donaduzzi montarem um pequeno laboratório, após cursarem mestrado e doutorado na França. Atualmente são 24 horas de fabricação ininterrupta, em três turnos, de medicamentos líquidos e sólidos. A empresa emprega 4,5 mil pessoas e tem apoio do programa de incentivos fiscais Paraná Competitivo.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade a empresária Carmen Donaduzzi, o coordenador de capacitação tecnológica da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, José Antônio Silvério; o presidente da Agência Paraná Desenvolvimento (APD), Adalberto Neto; o presidente do Tecpar, Júlio Felix; o secretário de Estado da Comunicação Social, Márcio Villela; o presidente da Itaipu, Jorge Samek, e os deputados José Carlos Schiavinatto (estadual) Dilceu Sperafico (federal).


Empreendedores do Paraná têm até 26/09 para se inscreverem no movimento 100 Open Startups


Empreendedores do Paraná têm até o dia 26 de setembro para se inscreverem no movimento 100 Open Startups. Trata-se de uma plataforma global que conecta startups de todas as áreas a mais de 200 grandes empresas brasileiras e globais e fundos de investimento. As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.openstartups.org.br/.

Para entrar no movimento, o empreendedor precisa escolher um dos 20 desafios temáticos propostos pela rede composta por grandes empresas das mais diversas árease inscrever a startup no tema que mais tem sinergia com a sua atuação, como Agronegócios, Cidades Inovadoras, Saúde e Bem-Estar, Serviços Financeiros, Pequenas Empresas, Educação do Futuro, Energia, Alimentos etc.

Após decidir o “Grande Desafio” e por qual “Capital da Inovação” pretende se apresentar, o empreendedor passa por cinco etapas de avaliação, on-line e presencial. As startups mais atraentes, na avaliação dos executivos da rede, são classificadas e convidadas a apresentar o “pitch” pessoalmente durante evento na capital escolhida.

INTERNACIONALIZAÇÃO DO MOVIMENTO

Neste ano, além de dobrar para 20 o número de desafios temáticos, o movimento 100 Open Startups virou uma plataforma global, com a entrada de oito capitais internacionais: Bangalore (Índia), Santiago (Chile), Lima (Peru), Bogotá (Colômbia), Cidade do México (México), Pittsburgh (Estados Unidos), Oslo (Noruega) e Barcelona (Espanha).

No Brasil, nove “Capitais da Inovação” já atingiram a meta de cadastros e serão sedes dos encontros: São Paulo, São José dos Campos, Campinas, São Bernardo do Campo, Florianópolis, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte e Porto Alegre.

“Nossa meta é identificar as 100 startups mais inovadoras de diferentes regiões do mundo, boas para investimento, na opinião de quem atua no mercado. Os empreendedores participam de uma plataforma que vai conectá-los tanto aqui no Brasil como com corporações da América Latina, Estados Unidos e países da Europa e Ásia. Por isso, tivemos a ousadia de não copiar uma metodologia estrangeira, e sim exportar o que tem dado muito certo no Brasil”, explica Bruno Rondani, fundador do 100 Open.

COMO FUNCIONA

Todos os projetos submetidos pelas startups que se inscreverem serão avaliados por um grupo formado por empresários, investidores e empreendedores. No ano passado, 1.569 propostas foram recebidas e 853 startups avançaram para serem avaliadas pelas grandes empresas. Pelo programa, as 100 melhores startups poderão se conectar pessoalmente com as grandes multinacionais globais participantes do movimento, tais como: 3M, Johnson & Johnson, AES Brasil, Algar, Votorantim, CEMIG, Catho, Atlas Schindler, Natura, IBM, Accenture, Faber Castel, TIM, FGV-EAESP, SENAI, Novozymes, Abbott, Whirpool, Dow, ilegra, entre outras.

ETAPA 1: REDE

Startups se inscrevem on-line no programa propondo soluções para um dos 20 grandes desafios da sociedade, como educação e saúde

Etapa 2 – MERCADO

Startups avaliadas em uma plataforma digital por executivos de grandes empresas. As mais bem avaliadas seguem para a etapa seguinte

Etapa 3 – CAPITAIS

No dia 1º de novembro, investidores e executivos de grandes empresas estarão em Curitiba para avaliar presencialmente as startups cadastradas pela Capital da Inovação.

ETAPA 4: OPEN INNOVATION WEEK (fevereiro/2017)

Empresas e startups fazem reuniões presencialmente (speed-dating) durante um evento promovido pelo Wenovate em São Paulo

ETAPA 5: RANKING (fev/maio 2017)

Quantidade de matchs entre startups e empresas e de contratos firmados dá origem ao ranking “100 open startups”

NÚMEROS DO ANO PASSADO:

# 30 avaliações foi a média recebida por cada startup participante do movimento em todo o processo

# 75 grandes empresas se conectaram ao movimento

# 25 fundos de investimento ou redes de investidores-anjo participam das avaliações

# 53 contratos já foram firmados entre empresas e startups desde a conclusão do ciclo anterior

# 30 startups captaram investimentos em até 2 meses após o fim do ciclo anterior

# 692 parcerias estão em negociação

POR QUE OPEN STARTUPS?

Open Startups buscam, a partir da colaboração com instituições estabelecidas, articular para o seu desenvolvimento novos recursos não disponíveis no mundo do Venture Capital. São startups que trabalham no modelo de inovação aberta (open innovation).


Tecnologia de ponta estará presente no 10º Desafio Intermodal de Curitiba


Além de bikes elétricas, carros, bicicletas e outros modais de transporte, o 10º Desafio Intermodal de Curitiba terá a mais uma atração que permitirá não apenas saber a localização de cada competidor em tempo real, mas também a interação do público: o sistema zTrax.

Cada participante terá um aparelho que emitirá sinais em um intervalo pré-determinado de tempo e indicará desde o momento da largada (às 18h no Centro Politécnico da UFPR) a exata localização de todos os participantes. Além da localização também será possível saber qual é o itinerário escolhido por cada modal e, com isso, saber estão os principais gargalos pelas vias da capital paranaense.

Todas essas informações serão transmitidas em tempo real em um link da zTrax (ztrax.com.br) para qualquer plataforma e também em um telão instalado na praça Santos Andrade, que é o ponto de chegada da prova.

Como cada participante carregará um aparelho zTrax a maratona envolvendo carro, carro elétrico, motocicleta, táxi, bicicleta (atual campeã do desafio), bike elétrica, ônibus, pedestre caminhando, ônibus, correndo e portador de necessidades especiais (Cadeirante) será uma boa maneira de saber exatamente como está Curitiba na região de maior tráfego.

Link para ver ao vivo e mandar mensagem

Outra grande vantagem do sistema é a possibilidade de quem estiver acompanhando poder interagir com o desafio enviando fotos, vídeos e enviando mensagens de apoio ou mesmo indicações de caminhos.

O zTrax vai disponibilizar gratuitamente um link (ztrax.com.br) e para enviar as mensagens basta enviar via WhatssApp (41) 8428-8532) marcando #ztrax e #desafiointermodal no dia do evento que as mensagens e vídeos aparecerão tanto no telão da Santos Andrade quanto para quem acessar o link em seus computadores, tablets e smartphones.

Sobre o evento

Organizado pelo programa de extensão CICLOVIDA da Universidade Federal do Paraná (UFPR) com apoio da Prefeitura de Curitiba, da Universidade Tecnológica do Paraná – UFTPR e do Instituto Lactec, o tradicional desafio reunirá diferentes modais na capital paranaense e terá como novidade o monitoramento em tempo real através da tecnologia zTrax.

A largada será dia 23 de setembro no Centro Politécnico da UFPR, às 18 horas, e o destino será a Praça Santos Andrade passando obrigatoriamente no Escritório Verde da UTFPR na Silva Jardim, ponto intermediário da prova

Serviço:
10º Desafio Intermodal de Curitiba
Dia: 23/09 (sexta-feira)
Hora: 18h (largada)
Ponto de Saída: Centro Politécnico da UFPR
Ponto de Chegada: Praça Santos Andrade


XIV CONPARH é o maior congresso de gestão de pessoas do Paraná


Todos os palestrantes da edição 2016 do XIV Congresso Paranaense de Recursos Humanos, o maior evento de RH do Paraná, estão confirmados. O evento será nos dias 22 e 23 de setembro, no ExpoUnimed em Curitiba/PR, terá as presenças de Gustavo Loyola, economista e diretor da Tendências Consultoria; Ricardo Boechat, jornalista; Leandro Karnal, professor, historiador e curador da Casa Saber; Pedro Simon, advogado e ex-senador; Claudia Costin, especialista em gestão de políticas públicas e professora de Educação na Universidade de Harvard; Marcos Ribeiro, Diretor Presidente da Sintegra Surgical Sciencies; Gil Giardelli, professor, escritor e web ativista.

Estes nomes se juntam a outros profissionais de diferentes áreas que irão debater o tema A empresa que eu quero ter: caminhos a percorrer. “Apostamos no desejo dos brasileiros coprojetar a organização perfeita. Acreditamos que utopias são possíveis se compartilharmos da visão em que os três campos da vida convergem: Negócios, Sociedades e Pessoas. A empresa que eu quero ter respeita esta aliança sustentável e a utopia consiste, tão somente, em analisarmos e traçarmos quais caminhos deveremos seguir e, corajosamente, percorrê-los”, explica a diretora do CONPARH, Cirlene Werneck.

Para a presidente da ABRH-PR, Susane Zanetti, a combinação de perfis e técnicas produziu um conjunto de atividades ímpar para atrair e satisfazer o mais amplo e exigente público das organizações. “Posso dizer que planejamos cada movimento deste grande evento do Paraná e que a sensação de poder contribuir para área de Recursos Humanos, líderes e outros interlocutores, é de plena realização para a ABRH-PR. Também pensamos em identificar o desafio de entender o que pode levar uma área de RH a excelência e uma das respostas é estar conectada com as expectativas da alta liderança, entendendo do negócio e selando alianças como todos os atores da organização”, afirma.

A programação do Congresso contempla os interesses dos profissionais de Recursos Humanos, com painéis de metodologias, palestras e cases de empresas; bem como de quadros de outras áreas de negócios, com Talk-Shows, Cases Magnos e Apresentações que contam com convidados e organizações de repercussão nacional.

O XIV CONPARH está com inscrições abertas no site www.conparh.org.br. Para esta edição do evento as novidades são a possibilidade de se inscrever em um dos dois dias, os valores com descontos aos profissionais, professores e estudantes associados à ABRH-PR e a opção de parcelar no cartão de crédito.

Acontecerá em 22 e 23/09, em Curitiba (PR), no ExpoUnimed (rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300). As inscrições podem ser feitas pelo site: www.conparh.org.br. Mais informações: (41) 3262-4317.

PROGRAMAÇÃO XIV CONPARH – Congresso Paranaense de Recursos Humanos

22 de Setembro de 2016 – Quinta-feira

Horário ATIVIDADES
08h00 – 08h30 Credenciamento
08h30 – 09h00 Cerimônia de abertura
09h00 – 10h15 Conferência Magna – A empresa que eu quero ter: Caminhos a percorrer com Marcos Ribeiro e Hugo Bethlem
10h15 – 10h45 Coffee break
10h45 – 12h00 Case Magno – Caminhos percorridos em ambiente de incerteza: Recco com Marcelo Alvo Painel de Metodologias – Análise Transacional com Laucemir Silveira
12h00 – 14h00 Almoço
14h00 – 15h30 Organizações para além dos espelhos com Leandro Karnal
15h30 – 16h00 Coffee break
16h00 – 17h30 Case Magno – Caminhos percorridos na integração das culturas – Caso Telefônica com Sandra Wurr Painel de Metodologias – Dinâmica de Grupos com Margarete de Boni Painel de Metodologias – Elemento Humano com Giovanni Coradin Painel de Metodologias – Playback Theater uma ferramenta de desenvolvimento com Liziana Rodrigues
17h30 – 18h30 Sessão de improviso – Bastidores da minha organização com Grupo Antropofocus

23 de Setembro de 2016 – Sexta-feira

Horário ATIVIDADES
08h30 – 09h00 Credenciamento
09h00 – 10h30 Talk Show – Governança corporativa e ética: O aprendizado do Brasil com Alfredo Santana, Harold Bouillon, representante da Lava Jato e moderação de Ricardo Cipullo
10h30 – 11h00 Coffee break
11h00 – 11h20 Apresentação sobre Conversatório de CEOS e HEADS de RH com Daviane Chemin
11h20 – 13h00 Talk Show – Cenário político-econômico: Tecendo visões para o futuro do Brasil com Gustavo Loyola, Pedro Simon e moderação de Ricardo Boechat
13h00 – 14h30 Almoço
14h30 – 15h30 Palestra – Desafios das Instituições de Ensino Superior no Brasil com Cláudia Costin Palestra – Pipeline da Liderança – Case Volvo de desenvolvimento de lideranças com Rubens Cieslak Palestra – A empresa que eu quero ter: aspectos legais em tempo de exposição permanente com Marlus H. Arns de Oliveira Palestra – Empreendedorismo Social com Alexandre Amorim
15h45 – 16h45 Painel – Economia Colaborativa e Inclusiva com André Marim, Fernando Botelho, Matheus Bonfiglio e moderação de Marina Beraz Palestra – Remuneração e os dilemas da motivação com José Antonio Monteiro Hipólito Mentoria: Aliança RH e Alta Gestão com Sonia Gurgel e Yoshio Kawakami
16h45 – 17h00 Coffee break
17h00 – 18h30 Palestra magna – A empresa do futuro que existe no presente com Alphonse Voigt e Gil Giardelli
18h30 – 19h00 Encerramento

Serviço – XIV Congresso Paranaense de Recursos Humanos

Data: 22 e 23 de setembro
Local: ExpoUnimed – rua Pedro Viriato Parigot de Souza, 5300
Organização: Associação Brasileira de Recursos Humanos do Paraná (ABRH-PR)
Inscrições: www.abrh-pr.org.br/conparh
Mais informações: (41) 3262-4317


Fãs de games se reúnem em Curitiba


O Centro Tecnológico (CT) Positivo realiza, nesta terça e quarta-feira (20 e 21 de setembro), a terceira edição da Judge’s Play em 2016, uma oportunidade única para os aficionados por jogos digitais conhecerem games antes mesmo de serem lançados no mercado. Cerca de 200 estudantes do curso de Jogos Digitais vão apresentar, em primeira mão, mais de 25 jogos criados em sala de aula. “É a apresentação dos estudantes ao mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, a mostra de tendências no ensino de jogos digitais aos especialistas e apaixonados por games”, explica o coordenador do curso de Jogos Digitais do Centro Tecnológico Positivo, Emmanuel Alencar Furtado.

Líder na América Latina, o Brasil já se consolida no mercado de jogos eletrônicos e ocupa a 11º no mundo em termos de faturamento, com cerca de US$ 1,28 bilhão, em 2014. Os dados são da consultoria Newzoo e mostram ainda que o Brasil fica em 4º em número de jogadores, com 68,8 milhões. O setor foi impulsionado com a popularização dos smartphones e o crescimento do uso da tecnologia.

Serviço

Judge’s Play do Centro Tecnológico Positivo

Data: terça (20) e quarta-feira (21), das 19h às 20h

Local: Ginásio do Centro Tecnológico Positivo – Câmpus Ângelo Sampaio (Rua Alferes Ângelo Sampaio, 2300 – Bigorrilho)

Entrada: Gratuita


Método inovador de vendas é tema de workshop em Curitiba


Na próxima quarta-feira, 21 de setembro, a Assespro-Paraná e a Exact Sales realizam o workshop Acerte em Cheio na cidade de Curitiba, às 9 horas. Com apoio da PUCPR e da HotMilk, o evento contará com uma palestra de 90 minutos que vai explorar métodos e ferramentas capazes de alavancar as vendas em empresas que trabalham com processos comerciais complexos e negócios B2B (Business to Business). O workshop Acerte em Cheio vai tratar de temas como empreendedorismo, funil de vendas, inbound e outbound marketing, pré e pós-vendas e abordagens para vendas técnicas. O evento será realizado no Auditório Agência PUCPR.

O método de vendas Exact Sales reduz o tempo e as despesas de negociação comercial, com foco em alavancar significativamente as vendas. Ele permite reduzir o Custo de Aquisição de Clientes (CAC), eliminar gastos desnecessários e melhorar a detecção e o tratamento de dores e objeções do mercado. A empresa conta com clientes em todo o País e é vencedora do Prêmio Top de Marketing e Vendas 2015, promovido pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing de Santa Catarina (ADVB/SC) na categoria Top Empresa Jovem.

O método Exact Sales foi um dos principais responsáveis pelo crescimento de 658% (entre 2013 e 2015 segundo a Deloitte 2016) da empresa Nanovetores, de Florianópolis (SC). Por dois anos a Exact Sales é o método de líderes de crescimento do Brasil – os clientes Nanovetores e Segware estão entre as primeiras 20 startups que mais crescem no Brasil em 2016.

O palestrante é Eduardo Rodrigues, evangelizador e consultor de negócios da Exact Sales. Administrador com perfil empreendedor, Rodrigues tem experiência com vendas em multinacionais como a Nestlé, além de ser especialista em startups e processos enxutos. É mentor da ACE, antiga Aceleratech (maior incubadora de empresas da América Latina). Rodrigues também faz parte da equipe de vendas que conquistou o prêmio Top de Marketing e Vendas da ADVB 2015, com o case “Exact: de R$ 0 a R$ 3 milhões em 9 meses”.

SERVIÇO

O QUÊ: Workshop Acerte em Cheio

QUANDO: 21 de setembro, às 9 horas
ONDE: Auditório Agência PUC – Rua Iapó , 1245, Estacionamento B PUC, Prado Velho, Curitiba, PR
INSCRIÇÕES: Até 21 de setembro no endereço https://www.sympla.com.br/acerte-em-cheio—curitibapr__88878. As vagas são limitadas.
Associado Assespro-Paraná: R$15.

Não associado: R$30.


Central 156 tem índice de satisfação de 96%


O índice de satisfação mensal da Central de Atendimento e Informações de Curitiba – 156 atingiu a marca de 96% no mês de agosto. A pesquisa é feita após o encerramento dos atendimentos, via telefone ou internet, quando os cidadãos são convidados a expressar sua opinião sobre o serviço.

Esta é a melhor marca do ano de 2016. A satisfação dos usuários vem aumentando progressivamente: foram 94,56% em junho; 94,72% em julho e 96,01% de aprovação no mês de agosto.

O coordenador de Atendimento ao Cidadão do ICI, Ozires Oliveira, entende que diversos fatores contribuem com o bom resultado. “Estamos sempre atentos à qualidade do serviço prestado à população curitibana e isso tem refletido no índice de satisfação”, comenta Ozires. “Contribuíram para o aumento a capacitação contínua dos profissionais, a prática regular da gestão da qualidade (ISO 9001:2008), ampliação e modernização dos canais de atendimento e aperfeiçoamento constante dos processos de trabalho.”

A Central 156 de Curitiba é operacionalizada pelo ICI desde 1999. O serviço de atendimento e informações ao cidadão funciona 24 horas, todos os dias da semana, por telefone e pela internet. O portal de Atendimento ao Cidadão disponibiliza formulários para registro de solicitações, além de ferramenta para atendimento on-line.

Fonte: ICI