Audi do Brasil patrocina projeto do Hospital Pequeno Príncipe

Audi - HPP

Em audiência com o governo estadual do Paraná, o Presidente da Audi do Brasil, Johannes Roscheck, anunciou o patrocínio de um projeto do Hospital Pequeno Príncipe (HPP), em Curitiba, que vai destinar recursos para a montagem de uma sala e estruturação de curso de simulação de videocirurgia pediátrica do Centro de Simulação Realística do centro médico. A parceria, assinada em junho, foi estabelecida no âmbito do programa Paraná Competitivo, do Governo do Estado do Paraná.

O Brasil já conta com diversas salas deste porte, no entanto, para aplicação exclusivamente pediátrica, esta será a primeira instalada no país. Pelo acordo, a Audi também promoverá o aperfeiçoamento metodológico da formação continuada de profissionais de saúde do HPP e de outras localidades, melhorando habilidades técnicas e reduzindo a exposição ao risco para os pacientes.

O ensino por simulação constitui em uma estratégia educativa que permite o aprendizado e o treinamento de habilidades e de competências requeridas para a atividade profissional em um ambiente controlado e seguro para o estudante e para o paciente. O Centro atenderá ao público interno do HPP e de outras localidades, possibilitando a participação em cursos, em treinamento de habilidades e na realização de procedimentos de maneira realística e integrada, favorecendo o trabalho multidisciplinar.

O projeto social foi escolhido pela Audi do Brasil considerando o contexto de saúde nacional com limitações de financiamento. Além disso, o projeto abre uma oportunidade única para o avanço metodológico nos cursos de formação continuada de profissionais do hospital e de outras cidades. “Investimentos em educação e tecnologia são prioridades da Política Global de Responsabilidade Social da marca. Com a parceria com o Hospital Pequeno Príncipe, conseguimos atender a essas duas prioridades em um só projeto”, afirma Roberto Braun, Diretor de Assuntos Governamentais e Sustentabilidade da Audi do Brasil.

Em virtude da assinatura de patrocínio com o HPP, a montadora alemã foi consagrada com a Medalha Pelé nº 392, Série Ouro, do Instituto Pelé Pequeno Príncipe, produzida pela Casa da Moeda do Brasil. Essa medalha representa o 392º gol da carreira do jogador, marcado em 21 de junho de 1961, em seu 357º jogo, na partida Santos x Roma (Itália).

A doação de medalhas faz parte do programa Gols pela Vida, criado pelo Complexo Pequeno Príncipe, em parceria com o Rei Pelé. Um time exclusivo de empresas é consagrado com medalhas únicas quando investem em pesquisas científicas de alto nível e apoiam a causa da saúde infanto-juvenil. Existem apenas 1.283 medalhas, que representam cada gol feito pelo craque, em versões ouro, prata e bronze.

O HPP é o maior hospital exclusivamente pediátrico do país e a maioria dos seus atendimentos é feita pelo Sistema Único de Saúde (SUS). É também conhecido como o berço da pediatria. Tal referência foi construída ao longo de uma história de dedicação à vida, compromisso com a excelência do serviço prestado e, sobretudo, pela formação dos profissionais que assume, desde a década de 1970. Influenciou e continua influenciando gerações de médicos, de enfermeiros, de psicólogos, de técnicos e de biomédicos em modelo de atenção humanizada, integral e garantidora de direitos.

Capacitação, empreendedorismo e incentivo à leitura

Pelo segundo ano consecutivo, a Audi do Brasil e a parceira Fundação Projeto Pescar capacitam jovens em situação de vulnerabilidade social para o mercado de trabalho. A montadora mantém uma equipe técnica que leciona sobre mecânica veicular. As demais horas são voltadas para conhecimentos gerais, além de conteúdos que contemplam desenvolvimento pessoal e aspectos ligados à cidadania.

Em 2018, a Audi também dará continuidade aos projetos Empreendedorismo na Comunidade e Agentes de Leitura, realizados no Paraná. O primeiro capacita 10 ONGs atuantes próximas à fábrica, em São José dos Pinhais, para torná-las aptas a treinar microempreendedores em situação de vulnerabilidade social. Cerca de 200 microempreendedores também são beneficiados com o trabalho.

Outra ação inclui a doação de 9 mil livros para dez bibliotecas no Paraná. A partir deste ano, voluntários farão leituras mensais e outras atividades para os frequentadores das bibliotecas, totalizando de 112 horas de oficinas.

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.