Beetools é a primeira startup brasileira a receber investimento da empresa americana ETS

unnamed (32)

A Beetools, startup curitibana com foco no ensino de idiomas, é a primeira empresa brasileira selecionada pela maior empresa de certificação de proficiência em inglês do mundo, a ETS (Educational Testing Service) para uma rodada de investimentos. A organização norte americana, responsável por exames oficiais de proficiência do idioma inglês, como TOEFL e TOEIC, além de aplicação dos testes SAT (semelhante aos vestibulares brasileiros), selecionou a Beetools após a participação do CEO da empresa, Fábio Ivatiuk, no ETS Accelerate, programa de aceleração desenvolvido pela ETS junto com a Learn Launch, uma aceleradora de Edtechs com sede em Boston, nos EUA. A parceria entre a Beetools e a ETS começou nos últimos meses de 2019, e ao final de seis meses, de acordo com o cronograma previsto, haverá uma segunda rodada de investimentos.

Para Fábio Ivatiuk, os diferenciais da metodologia da Beetools foram decisivos para mais este aporte de investimentos e o reconhecimento de uma entidade tão importante para o ensino de idiomas: “Apesar do Brasil ter um grande mercado consumidor do ensino de inglês e de exames de proficiência, as notas tiradas pelos alunos aqui infelizmente estão muito abaixo de outros países. Através da parceria com a ETS, queremos desenvolver soluções para identificar as necessidades de aprendizado de cada aluno o quanto antes, e assim colaborar para um aumento expressivo nos resultados destes exames”.

As duas empresas trabalharão em conjunto em 12 projetos, que incluem a adaptação de ferramentas já utilizadas pela ETS ao modelo Beetools, assim como a adequação ao perfil do aluno brasileiro com análise de performance e o desenvolvimento de novas formas de avaliação. Além disso, a Beetools adaptará o seu conteúdo de acordo com os padrões do TOEFL e lançará um curso preparatório, elaborado em parceria com o ETS, para a realização do teste.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.