Projeto Brasii leva suas cervejas artesanais ao Business Day em Curitiba

O chef e cervejeiro Allan Cunha levará as cervejas especiais do seu Projeto Brasii para degustações durante o Business Day,evento promovido pela Câmara Americana de Comércio (Amcham),que ocorre dia 27 no Centro Universitário Curitiba (Unicuritiba). Empresários de todo o Paraná terão a oportunidade de conhecer as cervejas Brasii já lançadas,como Moqueca,Rollmops,Fried Chicken e Vina Lager.A ideia do projeto é mostrar como é possível viver uma experiência gastronômica,harmonizando pratos populares da culinária brasileira e mundial com cervejas cujos ingredientes foram escolhidos e combinados especialmente para tornar a refeição inesquecível. A previsão é que o Business Day,com entrada gratuita e aberto ao público,reúna 1,5 mil profissionais.Lançado há um ano,o Projeto Brasii surpreendeu a cena cervejeira do país com cervejas como Moqueca,Rollmops,Fried Chicken e,a mais curitibana de todas,a Vina,uma lager que é o lançamento mais recente.No caso da Fried Chicken,a cerveja foi produzida com a famosa cervejaria americana Against The Grain e a receita sugerida no rótulo é do famoso frango frito do Kentucky. Brasii em latim significa malte.O nome do nosso país,Brasil,vem de pau-brasil,a madeira encontrada nas florestas com intensa cor de brasa.Malte e brasa fizeram parte dos primeiros passos do homem na produção milenar das cervejas. A mistura de diferentes maltes,distintos sabores vindos do lúpulo e de outros ingredientes,sempre presentes nas leveduras,nunca limitam as combinações.

AMCHAM reúne 1,5 mil empresários para promover oportunidades de negócios

O Business Day é gratuito e aberto ao público;reunirá também o Fórum de Competitividade,com apoio da A.Yoshii Engenharia e a presença do jornalista William Waack entre outras personalidadesA Amcham-Curitiba (Câmara Americana de Comércio) vai reunir representantes de empresas do Paraná de todos os portes,no dia 27 de setembro,no Business Day,evento gratuito e aberto ao público. A expectativa é reunir 1,5 mil executivos,empresários e empreendedores,para um grande evento de networking e difusão de conteúdo sob o tema “A Terceira Onda – Como a informação está mudando a competição”.“Vamos promover nosso maior encontro do ano entre executivos altamente estratégico de todos os setores,com informações relevantes e situações que favoreçam negócios. Tudo isso em um ambiente dinâmico,que promove a interação dos participantes,compartilhamento de conteúdo e troca de boas práticas de mercado”,afirma o gerente regional da Amcham Curitiba,Gustavo Silvino.O Business Day é um evento que retrata o core business da Amcham,trazendo ao público os principais produtos e serviços oferecidos pela instituição,envolvendo rodadas de negócios,workshops,palestras,ações de comércio exterior,divulgação de marcas e opções gastronômicas. “A ideia é oferecer toda a experiência Amcham em um único dia,reunindo associados,todos nossos produtos e a sociedade empresarial”,completa.Fórum de CompetitividadeO destaque do dia será o Fórum de Competitividade,com palestras do jornalista e cientista político William Waack,da ex-embaixadora dos Estados Unidos no Brasil e CEO da Boeing para a América Latina,Donna Hrinak,e do presidente da Coamo,José Aroldo Gallassini.O objetivo do Fórum,que conta com o apoio da construtora A.Yoshii Engenharia,é promover um debate sobre a produtividade do mercado brasileiro,a inserção global do país,a viabilidade de novos acordos comerciais e consequências para o desenvolvimento nacional e também sobre a participação da iniciativa privada nos grandes projetos de infraestrutura.“O atual cenário econômico do Brasil deixa muitas dúvidas e a informação é uma das maiores ferramentas para que o setor empresarial,desde o pequeno empreendedor até o grande executivo,possa tomar decisões com menos risco”,conclui o gerente regional.InscriçõesO Business Day é aberto para sócios e não sócios da Amcham-Curitiba. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até 25 de setembro. Já para o Fórum de Competitividade,as inscrições custam R$ 300 para sócios e R$ 900 para não sócios,até 25 de setembro.Business Day +Fórum de CompetitividadeData:27/9 (quarta-feira)Horário:14h às 20hLocal:UniCuritibaEndereço:R. Chile,1678 – RebouçasInscrições: www.amcham.com.br/curitiba ou (41) 2101-9350Mais informações:/ eventos.curitiba@amchambrasil.com.br.

Horário flexível e até cervejada:vantagens oferecidas pela ACOM Sistemas para cativar colaboradores

 Para muitos profissionais,uma simples possibilidade de entrar ou sair mais cedo no trabalho é vital para conciliar a agenda pessoal com as obrigações diárias.Com o objetivo de atender interesses nesse sentido,a ACOM Sistemas ofereceu um acordo de flexibilização da jornada de trabalho,acertado com o sindicato que representa os colaboradores e devidamente registrado no Ministério do Trabalho.Micheli Quirino,responsável pela Gestão de Pessoas na empresa,explica que muitos colaboradores precisavam de um horário flexível para atender filhos,estudar,fazer outras atividades e até para se ajustar com transporte.Micheli explica que foram adquiridos equipamentos de abertura digital da porta de acesso e software de gerenciamento de horários para maior segurança das pessoas e da empresa. E o investimento já começa a gerar bons resultados.“Entendemos que pessoas felizes,mais satisfeitas,são mais engajadas e produtivas. Encontramos uma fórmula para atender as necessidades e já recebemos feedback bastante positivo depois da implantação dessa novidade. Até nas entrevistas para novas contratações,sentimos satisfação dos candidatos ao saber dos benefícios oferecidos”,explica Micheli.Humberto Largura Neto,agora,consegue fazer exercícios físicos em uma academia,antes de ir para o trabalho. “Também posso participar de eventos dos filhos na escola e ainda venho para a empresa e volto para casa em horários de trânsito mais calmo”,comenta o Analista de Implantação.Com quatro anos de empresa,Flávia Alves pode sair mais cedo para buscar os filhos na escola. “É uma facilidade que ajuda também meu marido,que tem horário mais rígido. Nossa família admira o fato de a empresa se preocupar com os outros compromissos dos colaboradores”,comenta Flávia. Eduardo Petti Costa aproveita os dois lados do horário flexível. Chega um pouco mais tarde durante a semana,mas,quando quer viajar,chega e sai mais cedo. “Também consigo fazer academia pela manhã. Meus amigos não acreditam quando digo que posso chegar mais tarde na empresa”,comemora o Desenvolvedor.Além da jornada flexível,a ACOM Sistemas investe em outras formas de tornar o ambiente de trabalho mais agradável.Em uma sexta-feira,os colaboradores puderam experimentar cervejas especiais oferecidas por um cliente da empresa. A cervejada de final de expediente no “Boteco da ACOM” foi um momento para relaxar e entrar no clima de final de semana. Revistas e publicações sobre temas diversos ficam à disposição em várias áreas da empresa para quem gosta de leitura. E também vão ser organizadas sessões de cinema com filmes que sirvam de inspiração para a equipe. Das telas do cinema,veio a ideia para Emilly Oliveira,Menor Aprendiz, colorir uma das paredes da empresa com uma ilustração alusiva ao filme Divertida Mente,que trata sobre como lidar com emoções e comportamento,principalmente em tempos de mudanças. E mudança é o que não falta para o setor de tecnologia,sempre em transformação. Para seguir prosperando em novos tempos,a ACOM Sistemas se dedica para garantir aos colaboradores um ambiente em que o trabalho se desenvolva de maneira cada vez mais produtiva e,ao mesmo,tempo,“divertidamente”.  

Sincabima ganha ação judicial contra o INMETRO e IPEM/PR

As empresas filiadas ao Sincabima - Sindicato das Indústrias de Cacau e Balas,Massas Alimentícias e Biscoitos de Doces e Conservas Alimentícias do Estado do Paraná - obtiveram ganho de causa na ação movida contra o INMETRO e IPEM/PR. A decisão judicial declarou ilegítima a cobrança da Taxa de Serviços Metrológicos sobre a fiscalização das balanças destinadas às atividades internas das empresas representadas pela organização.A Taxa de Serviços Metrológicos,instituída pelo art. 11 da Lei nº 9.933,de 20 de dezembro de 1999,tem por objetivo viabilizar as atividades de fiscalização dos equipamentos de pesagem utilizados nas indústrias,em especial para o controle de balanças que determinam o peso final do produto. Normalmente,a checagem acontece na balança final da linha de produção. No entanto,o que estava acontecendo é que estes órgãos realizavam a fiscalização também nas balanças internas utilizadas para pesagem de matéria-prima,o que não é correto,explica Camila Balbinot,advogada do sindicato patronal. E acrescenta:“a referida taxa é cobrada por cada equipamento verificado,ou seja,no momento da fiscalização é emitido um relatório onde constam todos os dados do aparelho,ocasião em que também é gerado um boleto que engloba o custo do serviço realizado”.Nos últimos anos,as empresas representadas pelo Sincabima passavam por vistorias e fiscalizações excessivas em suas fábricas,em especial no tocante à aferição das balanças. De acordo com Rommel Barion,presidente do Sincabima,“a ação foi movida para defender os interesses das empresas associadas no que se refere ao abuso das autoridades,porque entendemos que a cobrança realizada na fábrica para a aferição de balança não era justa. Acredito que por isto a nossa tese prevaleceu. Assim,trazemos uma economia para os empresários,fortalecendo a representatividade do sindicato na defesa dos interesses”,declara.Após decisão judicial favorável ao Sincabima,foi determinado ao IPEM/PR e INMETRO de se absterem da fiscalização e verificação destes equipamentos internos utilizados no processo produtivo das empresas,exceto a balança que é colocada no final da linha de produção. Segundo Camila,com isso,é possível evitar cobrança de taxas derivadas de fiscalizações indevidas desses equipamentos,eventuais autuações com imposição de multas e consequentes execuções.O SINCABIMA,como sindicato patronal e legítimo representante das empresas alimentícias – especialmente na defesa de interesses – tem a missão de representar e orientar estas indústrias para o desenvolvimento e a sustentabilidade do setor. Após a sentença que julgou procedente o pedido inicial para o fim da fiscalização dos instrumentos metrológicos internos,“a expectativa é que as novas medidas evitarão que as indústrias sejam surpreendidas com gastos desnecessários,superando inclusive a insegurança jurídica que vinha pautando a atuação desses órgãos de fiscalização”,finaliza a advogada.

iFood faz promoção especial em Curitiba

O iFood - líder em delivery on-line de comida no Brasil - preparou uma promoção especial em Curitiba. A partir de hoje,os usuários terão direito à entrega grátis nos pedidos feitos em todos os restaurantes da cidade cadastrados na plataforma.Os pedidos podem ser feitos diretamente pelo site ou pelo aplicativo e é necessário fazer o pagamento online com cartão de crédito. O pedido mínimo é de R$25,00,sem contar a taxa de entrega. Os usuários só precisam incluir o voucher ZEROUCURITIBA no local indicado,garantindo o desconto no fechamento da compra.O valor do voucher sempre será equivalente à taxa de entrega e a promoção é válida para os 20.000 primeiros pedidos,com limite de apenas um por pessoa. Acesse o website da promoção e saiba mais.

Wipro tem mais de 140 vagas para Curitiba e São Paulo

A Wipro Limited (NYSE:WIT,BSE:507685,NSE:WIPRO),empresa global líder em Tecnologia da Informação,Consultoria e Serviços de Processos de Negócios,está nessa parcela de oportunidades. A organização,que possui mais de 1300 colaboradores no país,concluiu seu programa anual de trainees no começo de junho,contratando mais de 80 novos estudantes e recém-graduados,e segue agora com mais de 140 vagas em aberto para,em sua maioria,aumentar o quadro de colaboradores. As oportunidades se dividem entre São Paulo e Curitiba,sede do Centro de Entrega Global da companhia,e vão desde analistas até cargos gerenciais. A companhia também tem se aproximado cada vez mais de universidades e escolas de tecnologia,participando de eventos,feiras e palestras a fim de expandir o Talent Brand Wipro.Para esse ano,a Wipro tem metas agressivas,especialmente pelo alto crescimento de algumas de suas unidades de negócios,como BPS - Business Process Services (Serviços em Processos de Negócios),Digital & Consultoria e BFSI - Banking,Financial Services and Insurance (Banco,Serviços Financeiros e Seguros),essa última devido à aquisição da brasileira InfoSERVER,especialista em tecnologia para bancos e serviços financeiros.A empresa oferece salário compatível com o mercado e com a função do profissional,além de vale transporte,vale refeição,assistência médica,odontológica,seguro de vida e auxílio creche para crianças de até cinco anos. O Programa de Participação dos Resultados (PPR) também está entre os benefícios,além do incentivo ao estudo de idiomas,que acontece conforme a demanda do projeto. A seleção prévia se inicia com o chamado employee referral,um programa de indicação para funcionários da Wipro,a ideia é que pelo menos 25% das vagas sejam preenchidas por meio desse programa. Com os primeiros candidatos selecionados,são realizados testes técnicos e de idiomas e,de acordo com o cargo,ocorrem na sede de Curitiba ou de São Paulo.DesafiosMesmo com um número de vagas expressivo e um mercado que está voltando a aquecer,o time de Talent Acquisition (Recrutamento e Seleção) da Wipro encontra algumas dificuldades na contratação;visto que a empresa atua com tecnologias avançadas e de conhecimento específico,e a mão de obra nem sempre atende aos requisitos solicitados. Uma das principais dificuldades,e que se aplica de maneira geral aos cargos em aberto,é o idioma. Uma empresa global como a Wipro,tem relacionamento com variadas nacionalidades,e por isso,um segundo idioma é imprescindível.A TI deixando de ser TINo primeiro trimestre,a Wipro adicionou 83 novos trainees ao seu quadro de colaboradores,e para os próximos quarters,pretende manter o ritmo. Uma das inovações do último processo foi a realização de entrevistas online,por meio de ferramentas de transmissão de vídeo e voz. As atividades posteriores contemplaram dinâmicas de grupo,entrevistas técnicas,comportamentais e estudos de caso.Um detalhe interessante é de que a formação dos candidatos a trainee não se resume apenas à tecnologia;com o digital,a TI saiu do tradicional,e consequentemente as contratações seguem esse padrão. Hoje,cursos como matemática,estatística e até design têm feito parte das seleções. Depois de contratados,os estudantes são submetidos a treinamentos que vão desde o desenvolvimento de habilidades – apresentação,negociação e comunicação – até os mais técnicos. Uma vez alocados em projetos,eles passam por avaliações semestrais e encontram,a partir disso,grandes oportunidades de crescimento.Para Ankur Prakash,VP para New Growth and Emerging Markets,"a Wipro é uma empresa de oportunidades,nosso time de trabalho é excelente no que faz,e por conta disso têm altas chances de crescer na corporação. Temos um processo de seleção consciente,e além dos colaboradores,buscamos trainees comprometidos e esforçados,pois mesmo com os desafios,acreditamos no país. É por isso que continuaremos a investir na força de trabalho brasileira. "Os interessados em se candidatar podem enviar seu currículo para o e-mail careers.wipro@wipro.com,colocando no assunto do e-mail o nome 'Talent Acquisition';ou podem ainda acessar o perfil global da empresa no LinkedIn e selecionar a opção de 'visualizar vagas':www.linkedin.com/company/1318/

AMcom promove workshop para CIO’s

Como o objetivo de apresentar para o mercado conceitos e tecnologias inovadoras na prática,a AMcom,empresa especializada em serviços personalizados de tecnologia e que atua com consultoria,fábrica de projetos e de software,sustentação e alocação,promove no próximo dia 20 de setembro,em Curitiba,um workshop gratuito sobre tecnologias inovadoras,tais como Malha de Serviços,Realidade Aumentada,Chatbots,Segurança Digital,Containers e Escalabilidade,Machine Learning e Análise Cognitiva.Nesta edição do AMcom360º,a empresa leva aos participantes sua expertise na elaboração da arquitetura de um Service Broker;o exemplo em tempo real da conversa com um chatbot;a ação de Blockchain;demonstrações práticas da aplicabilidade de realidade aumentada com OCR ( Optical Character Recognition);exemplos dos benefícios da transição de uma aplicação monolítica para on-premisse,bem como a aplicação de Machine Learning somado à Análise Cognitiva para o setor do agronegócio.“É uma oportunidade única para os CIO’s,gestores e coordenadores de TI e executivos das áreas de negócios conhecerem na prática a funcionalidade de tecnologias inovadoras para as empresas. Todo nosso conteúdo programático é baseado em cases de sucesso,que resultaram de projetos realizados a partir de provas de conceito”,explica o palestrante do evento,Thiago Boufleuhr,que é gerente de Inovações da AMcom.Com 15 anos de experiência na área de Tecnologia e MBA em Arquitetura de Software,Boufleuhr acumula mais de dez certificações de mercado,entre elas o Scrum Master,Microsoft e Cloud computing. Na AMcom,o executivo lidera a área de inovação,sendo responsável por atuar diretamente no crescimento estratégico dos negócios dos clientes por meio de projetos de inovação. AMcom360ºData:20 de setembro de 2017Hora:das 19h às 22hLocal:Bourbon Curitiba Convention HotelEndereço:Rua Cândido Lopes,102 - Centro,Curitiba – PR.Inscrições:http://campanha.amcom.com.br/l/io904bABF1160/PB4gl Agenda19h:Welcome coffee19h30min:Apresentação AMcom19h45min:Malha de Serviços,Realidade Aumentada,Chatbots,Segurança Digital,Containers e Escalabilidade,Machine Learning e Analise Cognitiva.21h15min:Network

EuroIT lança novas soluções para o setor de locação de automóveis

O XIII Fórum Nacional do Setor de Locação de Automóveis,promovido pela Associação Brasileira das Locadoras de Veículos (ABLA),é o mais importante evento do setor,que acontecerá dias 13 e 14 de setembro,no Holiday Inn Parque Anhembi. Além de palestrantes de renome,o Fórum contará com a presença de vários expositores. Entre eles,a EuroIT Tecnologia,empresa especializada em sistemas e soluções para locadoras,que apresentará novidades desenvolvidas ao longo desse ano.Líder no mercado de sistemas para locadoras e terceirizadores de frota no Brasil,a EuroIT conta com mais de 600 clientes no país. Entre seus principais produtos estão o ERental e o EFleet. O ERental é voltado para empresas que operam na modalidade de Rent a Car ou Locação eventual de veículos. E o EFleet é para empresas que alugam grandes frotas. Muitas empresas acabam optando pelos dois sistemas,pois trabalham em ambos.Para Julian Gritsch,presidente da EuroIT,nesse momento,no qual é possível observar uma melhora no cenário econômico no País,os executivos devem se preparar com soluções inovadoras. "Estaremos presente no Fórum Nacional do Setor de Locação de Automóveis para mostrar a esses profissionais como suas empresas podem controlar melhor seus negócios e melhorar sua rentabilidade",aponta Julian.Durante o Fórum a EuroIT lançará também outros produtos inéditos,que foram desenvolvidos nos últimos meses por sua equipe em conjunto com seus parceiros,como a TicketLog,Golsat,Rentcars,Vex,entre outros. São soluções que trazem inovação ao segmento de locadoras de veículos,gerando mais controle e principalmente economia. Entre eles:ReservaWeb Responsiva:seguindo a nova tendência do mercado é uma nova ferramenta de reserva de veículos 100% responsiva. Inclui também as funcionalidades de pré-pagamento da reserva,pré-reserva,entre outras funcionalidades.Integração TicketLog:Por meio da parceria com a empresa TicketLog,será possível aos clientes EuroIT,fazer uma integração 100% automatizada com os procedimentos de orçamentação efetuados na TicketLog,proporcionando agilidade e facilitando o trabalho.Integração NF-e:Outro importante lançamento será o módulo de importação de NF-e automaticamente para o sistema,o que trará uma grande vantagem e redução de custos à locadora. Não será mais necessário que pessoas digitem notas fiscais minimizando os erros de digitação.Integração Rentcars e outros Players B2C do segmento:A RentCars é a maior empresa de aluguel de veículos do Brasil e os clientes EuroIT tem a possibilidade de integrar suas soluções automaticamente ao provedor de reservas,gerando mais reservas e também faturamento.CheckList de entrega e devolução de veículos:A EuroIT em conjunto com a empresa VEX estão lançando um app de vistoria de veículos totalmente automatizando. Permite tirar fotos e também verificar as avarias em um veículo em tempo real,finalizando com o envio do processo todo,assinado e validado por e-mail e integrado ao Sistema da EuroIT.Todas as soluções que serão apresentadas durante o Fórum também podem ser consultadas pelo site www.euroit.com.brXIII Fórum Nacional do Setor de Locação de Automóveis no site da Abla - http://forum2017.abla.com.br/Inscrições no Fórum:http://wnetautomacao.com.br/abla2017/index.phpData e Horário:13 e 14 de setembro de 2017 - das 09h às 18hLocal:Holiday Inn Parque Anhembi Rua Professor Milton Rodriguez,100 - Anhembi,São Paulo - SP - 02009-030

FH participa do SAP Forum Brasil 2017

A FH,considerada a melhor parceira SAP em negócios do Brasil,está presente na 21ª edição do SAP Forum Brasil,que este ano traz como tema “Negócios para a Economia Digital”. O encontro ocorre nos dias 12 e 13 de setembro,no Transamérica Expo Center,em São Paulo.A empresa participará com um estande e,também,fará duas palestras:“Superando novos desafios tecnológicos da EFD-REINF com Enterprise Cloud GUEPARDO”,apresentanda na Sessão Paralela e “Os desafios dos negócios num cenário omnichannel”,que acontecerá no Infosession.Ao longo do encontro os principais executivos globais da SAP participarão de discussões sobre a transformação digital e SAP Leonardo,o último lançamento da marca. Entre eles está Pat Bakey,presidente da SAP Industries;Jennifer Morgan,presidente para Americas e APJ de Global Customer Operations,e Mala Anand,presidente global de SAP Leonardo e Data & Analytics.No ano passado,mais de 8 mil pessoas passaram pelo evento e para este ano a expectativa é ultrapassar este número. Para saber mais sobre as soluções FH apresentadas durante o evento,visite o estande número 15.SAP Forum Brasil 2017Data:12 e 13 de setembro,das 8h às 20hLocal:Transamérica Expo Center - Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues,387 (Santo Amaro) - São PauloEstande FH:nº 15 Palestras:SESSÃO PARALELA – Superando novos desafios tecnológicos da EFD-REINF com Enterprise Cloud Guepardo12 de setembro das 17h30 às 18h no Campus linhas de Negócios – Auditório 2AINFOSESSION – Os desafios dos negócios num cenário omnichannel13 de setembro das 13h às 13h30 no Campus Linhas de Negócio – Miniauditório 3C

PMEs:5 razões para adotar Bussiness Intelligence

Plataformas de Business Inteligence (BI) e Analytics ajudam as companhias na potencialização de seus negócios e na configuração rápida no ambiente de trabalho,sendo que o manuseio correto aumenta drasticamente o ROI em qualquer setor,mesmo em época de crise. Ao contrário do que boa parte dos pequenos e médios empresários acredita,contudo,a implantação não requer grande esforço e o preço é acessível.Para auxiliar PME's a entenderem os motivos que tornam o BI essencial para o desenvolvimento de estratégias efetivas de crescimento,Allan Pires,CEO da Targit no Brasil - uma unidade de negócios da PA Glocal - elencou cinco razões para implantar as ferramentas de BI e Analytics no seu negócio:1. É muito fácil transportar os dados armazenados do ERP para o BI e Analytics - A criação de um armazém de dados,provenientes de um novo BI e solução analítica,permite a uma empresa transferir seus dados legados (registrados no ERP anterior) para um depósito de dados (Datawarehouse) em seu formato nativo. O software de BI e Analytics podem combinar os dados antigos com os gerados pelo seu novo ERP e produzir consistentes análises e relatórios,sem qualquer conversão necessária e sem perder o histórico.2.Obtenha um ROI mais rápido de seu ERP ao investir em BI e Analytics – Para a empresa,o objetivo mais importante na implantação de um sistema ERP é a informação. Executivos têm a necessidade de ver os dados por trás de seus negócios,ajudando-os a tomar as grandes decisões diariamente. Com o Business Intelligence e Analytics,os usuários otimizam tempo e energia.3. Customize menos a sua nova solução de ERP – Há uma tendência para se afastar de customizações de softwares complexos como o ERP,em grande parte devido ao incômodo de manter as personalizações com as atualizações e patches. Além disso,as empresas que têm utilizado uma solução ERP por muito tempo podem ter um forte sistema customizado com anos de dados. As customizações que foram necessárias para tornar os dados aplicáveis no antigo ERP não são necessárias com o BI.4. Não recrie antigas análises e relatórios – Pode demorar um dia inteiro de trabalho para recriar um relatório em um novo sistema ERP durante a migração para um novo. Um dia por relatório não é muito ruim se uma empresa tem apenas algumas dezenas de relatórios periódicos para acompanhar,mas as organizações podem facilmente acumular mais de 500 relatórios que precisam ser recriados em um novo sistema. Não há a necessidade de um atraso de tal grandeza. Com o BI implantado no ambiente de trabalho,a criação de análises que oferecem a informação real-time para os funcionários é mais eficiente e eficaz,além de não gastar anos replicando o que havia antes.5. Algumas atualizações fazem tanto o mal quanto o bem – A atualização de um sistema ERP pode trazer vários novos recursos e funcionalidades para a organização,mas algumas atualizações podem criar problemas que acabam deixando os gestores de TI sem saída. Um exemplo disso são atualizações do ERP que apagam todos os relatórios existentes,deixando com a organização a responsabilidade de recriar todos eles. Tendo um BI e uma solução de análise,a corporação evita este dever.

Você sabe a diferença entre omnichannel e multicanal?

Plusoft,maior fabricante brasileira de CRM e plataformas digitais de relacionamento,reforça que é necessário entender as diferenças entre ferramentas de relacionamento omnichannel e multicanal para uma atuação mais assertiva no atendimento ao cliente."Nós acompanhamos há três décadas a transformação no setor de relacionamento com o cliente e vemos que de tempos em tempos uma nova necessidade do consumidor surge,seja em rapidez,assertividade ou comodidade na hora de contatar a empresa",diz Guilherme Porto,CEO da Plusoft. Diante deste cenário,há um constante aprimoramento de ferramentas,geralmente divididas em multicanal e omnichannel.Mas qual a diferença entre essas soluções e o que elas representam para essa nova era de consumidores?Muitas empresas possuem uma variedade extensa de canais de atendimento,como chat,SMS,e-mail,redes sociais,Apps e videoatendimento. Porém,eles não estão,necessariamente,interligados. O omnichannel vai além do multicanal e integra as informações do consumidor em todos os pontos de interação dele com a marca. O conceito é atender diferentes canais e condensar tudo em uma única ferramenta,transformando em uma só experiência e oferecendo o conteúdo informacional como a estratégia que a empresa quer passar."O omnichannel consegue passar segurança no conteúdo informacional e gasta menos tempo no suporte que é dado ao cliente e ao consultor. Outra vantagem é interagir com cada consumidor no canal de preferência dele e com a linguagem adequada a cada perfil de indivíduo. Os canais são separados,mas as informações estão unificadas,garantindo com que a empresa consiga tirar ótimos insights para a melhoria dos produtos e do processo",explica Porto.Há alguns anos o desafio das companhias era oferecer a seus clientes mais de uma opção para se comunicar com a marca,daí o uso de ferramentas multicanais,que apenas centralizavam ou mantinham esses canais funcionando lado a lado. Hoje,o grande obstáculo é integrar todos os canais já disponíveis e de forma personalizada para cada cliente. Não basta estar presente em diferentes canais de interação,é preciso montar uma estratégia de atendimento que os integre e proporcione agilidade e customização no atendimento,além de gerar informações estratégicas para marketing e vendas."Quando a empresa fala para um público que compra tanto na loja virtual quanto na física e também por meio de consultoras,o omnichannel consegue suportar todas as dúvidas e informações nas várias ferramentas que estão condensadas na solução,passando de forma rápida as informações que os clientes necessitam",ressalta Porto.Quando uma empresa integra todas as suas informações,de forma que a experiência na loja física é complementada pela experiência digital. Um exemplo é a comparação de preços,personalização e informações sobre o produto. A junção de todas essas experiências pode melhorar a decisão do consumidor e aumentar a taxa de conversão. "O omnichannel conseguiu,entre outros avanços,extinguir as barreiras entre o offline e online",diz Porto.

Indústria paranaense em missão no Vale do Silício

Missão da Amcham leva indústria paranaense ao Vale do SilícioExecutivos conhecerão empresas importantes da área de tecnologia;inspiração em novos projetos e ferramentas de gestão estão entre os focos da viagem.A Brose,fabricante alemã de componentes para o setor automotivo instalada em São José dos Pinhais,está se preparando para a II Missão Internacional de Inovação,organizada pela Amcham (Câmara Americana de Comércio). A viagem está marcada para 18 a 22 setembro. No roteiro estão a cidade de São Francisco e outras do Vale do Silício,região que concentra grandes empresas do setor de tecnologia.“A nossa visão quando organizamos a viagem é ampliar conhecimentos sobre inovação e estratégia,oferecendo oportunidades aos participantes de visualizar e vivenciar experiências nas principais empresas do Vale do Silício”,explica o gerente regional da Amcham Curitiba,Gustavo Silvino.“Inovação é um dos principais pilares da estratégia de crescimento da Brose e o contato com empresas,profissionais e projetos de sucesso (e mesmo com projetos de ‘insucesso’) nos trará clareza,objetividade e assertividade neste tema,que por muitas vezes incorre em fracasso por falta de uma clara linha de trabalho”,explica o gerente de TI da empresa,Carlos Andreguetto que viajará com o grupo.Além da Brose,participarão da viagem outras 34 empresas de várias regiões do Brasil e da Argentina. No roteiro da viagem estão visitas ao Google,ao RocketSpace,campus de tecnologia que funciona como uma aceleradora de startups,e ao Institute for the Future,organização que reúne e estuda ferramentas de gestão para mobilizar pessoas e colocar em práticas projetos inovadores.

Siemens anuncia roadshow do TIA Portal V14 em Curitiba e principais mercados no Brasil

A Siemens está realizando desde julho o Innovation Tour 2017,um roadshow por 18 cidades do Brasil para apresentar a versão v14 do TIA Portal (Portal de Automação Totalmente Integrado),plataforma de engenharia com uma ampla gama de novas funcionalidades para Fábrica Digital e Indústria 4.0. Curitiba irá receber o evento nos dias 5 e 6 de setembro. Os participantes poderão ver de perto o funcionamento da ferramenta,além de checarem sua aplicação em diferentes mercados.A cidade vê na indústria uma das molas propulsoras de sua economia. Seu parque industrial é bem variado,contendo um dos maiores polos automotivos do Brasil. Além disso,Curitiba tem um PIB de R$ 79 bilhões e tem a quinta maior economia do País,de acordo com o IBGE. "As novas funções para processos digitais do TIA Portal versão 14 o torna um elemento essencial as indústrias que caminham para a digitalização. Estas incluem o comissionamento virtual com o "gêmeo digital",a operação virtual e em rede com soluções flexíveis em Cloud,interfaces abertas para maior conectividade,assim como consistência de dados e transparência na produção",explica Vittorio Caccia,especialista de produto da Siemens.Outro benefício da nova versão destacada pelo especialista é a redução do Time to Market graças à colaboração coordenada entre equipes interdisciplinares e à geração automática de códigos de automação,que substituem a programação manual. "O TIA Portal oferece a fabricantes de máquinas e proprietários de sistemas todo o suporte neste processo com engenharia consistente,operação transparente,e implementação da digitalização nos processos. "Innovation Tour 2017Para profissionais com interesse em aprender na prática as funcionalidades da nova plataforma TIA Portal v14,o roadshow da Siemens oferece o Hands On,um treinamento prático realizado das 8:00 às 18:00,com limite de 20 vagas gratuitas e com conteúdo centrado em digitalização e soluções integradas (PLC,HMI,Drives e Servoacionamentos). Já para o período da noite,das 18:30 às 20:30 horas,a proposta será a de um encontro para networking e apresentações de especialistas sobre digitalização e sobre os benefícios da nova versão do TIA Portal v14 (com vagas para 120 pessoas e participação também gratuita)."Nosso propósito é mostrar como a digitalização combinada a automação pode ajudar o Brasil a ser mais competitivo,e TIA portal poder ser o grande parceiro para que diversos setores produtivos do País possam caminhar a passos largos para aumentar sua competitividade,de forma simples e organizada e com um investimento acessível",explica Vittorio da Siemens.A plataforma TIA Portal v14 da Siemens tem compatibilidade com diferentes verticais do mercado e por isso o lançamento será de amplo interesse a todas as praças contempladas pelo roadshow. "Nossa ideia com esta iniciativa é chamar os profissionais de elétrica,manutenção e automação de cada uma das regiões para apresentar quais tipos de solução com foco na digitalização o TIA Portal v14 pode agregar",pontua o executivo.Veja abaixo quais cidades brasileiras contemplam o roteiro para a apresentação do TIA Portal v14 da Siemens:Campinas (17 e 18 de julho;26 de setembro – evento noturno)Ribeirão Preto (20 e 21 de julho;28 de setembro – evento noturno)Goiânia (24 e 25 de julho)Uberlândia (27 e 28 de julho)Belo Horizonte (31 de julho/ 1º de agosto)Rio de Janeiro (3 e 4 de agosto)Maringá (7 e 8 de agosto)Cascavel (10 e 11 de agosto)Chapecó (14 e 15 de agosto)Passo Fundo (17 e 18 de agosto)Caxias do Sul (21 e 22 de agosto)Porto Alegre (23 e 24 de agosto)Blumenau (29 e 30 de agosto)Joinville (31 de agosto e 1º de setembro)Curitiba (5 e 6 de setembro)* São Caetano (19 de setembro – somente evento noturno)* Salvador (02 de outubro – somente evento noturno)* Recife (03 de outubro – somente evento noturno)* Fortaleza (05 de outubro – somente evento noturno)Inscrição e mais informações,acesse:www.siemens.com/br/pt/home/company/fairs-events/innovation-tour-2017.html

Seminário debate Reforma Trabalhista

Sob o tema geral “Reforma Trabalhista - Primeiras Impressões”,o Conselho das Relações Trabalhistas da Associação Comercial do Paraná (ACP),promove nessa sexta-feira (1) um seminário destinado a esclarecer dúvidas dos participantes sobre as várias demandas que começam a ser apontadas pelos meios jurídicos,acadêmicos,empresariais,sindicais e de trabalhadores. O coordenador do Conselho das Relações Trabalhistas,advogado e professor universitário Rodrigo Fortunato Goulart,organizador do evento,afirmou que “o seminário,que deverá ter continuidade em outras manifestações similares,é o início de uma longa discussão sobre um tema de grande interesse para a economia do país”. Com esse objetivo em vista,a organização do seminário elencou uma série de convidados com reconhecida folha de serviços nos setores de sua atuação profissional como a magistratura,o mundo das relações trabalhistas e até a medicina do trabalho,entre outros,para a abordagem de aspectos específicos da Reforma Trabalhista. Os conferencistas convidados são Alberto Emiliano de Oliveira Neto (procurador do Trabalho);Márcio Pereira de Barros (presidente da Executiva Outsourcing);Luiz Fernando Busnardo (chefe da seção de Relações do Trabalho da SRTE/PR);Roberto Dala Barba Filho (juiz do TRT/PR) e Ruddy Facci (médico do Trabalho e presidente do Grupo Insat),além do próprio coordenador Rodrigo Fortunato Goulart. Aspectos como terceirização,novo papel dos sindicatos,homologação de planos de carreira,novas regras de sucessão de empregadores e responsabilidade do sócio retirante,CLT e perícias médico-judiciais na Justiça do Trabalho,estarão em exame ao longo do seminário dessa sexta-feira,das 9h às 12h,no auditório principal da ACP. Reforma Trabalhista - Primeiras ImpressõesSexta-feira (1º de setembro),das 9h Às 12hAssociação Comercial do Paraná – Rua XV de Novembro,621

Agosto acaba em Freeday da Cabify em Curitiba

A Cabify,plataforma inteligente de mobilidade urbana,está sempre atenta aos anseios de seus usuários e vai dar aquela forcinha extra para quem chegou ao fim do mês ansioso pelo próximo pagamento. Para isso,a Cabify oferece,nesta quinta-feira,dia 31,um freeday para os usuários de Curitiba. Eles poderão usufruir da promoção inserindo o código CWBDECABIFY,que dará direito a 100% off em três corridas,com desconto máximo de R$15,00,das 07h até às 20h58 do dia 31 de agosto. A promoção é válida para todos os usuários da categoria lite. Não se aplica para contas corporativas. Em alguns carros parceiros,os passageiros poderão encontrar ainda cervejas variadas,enquanto durar os estoques."A Cabify procura sempre contribuir e oferecer uma experiência incrível para os seus usuários. Como o nosso intuito é colaborar cada dia mais com a mobilidade urbana das cidades e com o deslocamento das pessoas,estamos oferecendo um freeday nesse último dia do mês para quem precisa utilizar o serviço,mas ainda não recebeu o pagamento",destaca Thaís Cunha,gerente Geral da Cabify em Curitiba.Qualidade,segurança e transparência são os principais diferenciais da Cabify. A plataforma realiza um rígido processo de seleção dos motoristas parceiros,que praticam uma direção responsável e segura. Além disso,a Cabify preza pela transparência dos serviços prestados por trabalhar com a "rota ótima",na qual o valor cobrado leva em consideração o melhor trajeto,preocupando-se também com a segurança dos seus motoristas parceiros e passageiros,permitindo apenas pagamentos por cartão de crédito ou Paypal.Atualmente,a Cabify está presente em seis capitais - Rio de Janeiro (RJ),Curitiba (PR),Belo Horizonte (MG),Brasília (DF),Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP),além de outras seis cidades do Estado de São Paulo - sendo elas Campinas,São Bernardo do Campo,São Caetano do Sul,Santo André,Santos e São Vicente. Em um ano de atuação,Cabify Brasil já está entre as cinco maiores operações da empresa no mundo.

7 aplicativos gratuitos que todo viajante precisa ter

Não há mais como nos distanciar dos celulares por muito tempo. Eles já fazem parte de diversas atividades da vida cotidiana,com funções que variam desde pedir uma refeição,estudar até bater papo com amigos. Por isso,bons aplicativos se tornam nossos melhores companheiros e durante uma viagem não é diferente.Além de servir como câmera para registrar momentos inesquecíveis,o aparelho pode ser um grande aliado na hora de arrumar as malas. Com um dispositivo em mãos e a ajuda de aplicativos gratuitos,você terá acesso a muitas informações rapidamente,tornando sua experiência ainda mais prazerosa. Saiba quais aplicativos podem ser os seus aliados no planejamento e execução de uma viagem!Maps.meiPhone + iPad e AndroidO Maps.me foi feito para aqueles que gostam de criar roteiros e ter um bom domínio do local onde visitam. Com ele você pode acessar mapas,encontrar estações de trem,metrô ou mesmo achar pontos turísticos. E o melhor,mesmo offline você pode ter acesso aos mapas que foram salvos anteriormente e ainda fazer navegação,tudo gratuito.TripAdvisoriPhone + iPad,Android e WindowsJá pensou ter um agente de viagens na palma de sua mão? O TripAdvisor funciona como um verdadeiro banco de dados,que pode ser usado para auxiliar na busca de hotéis,restaurantes,lojas,entre outros serviços. Você pode,inclusive,conferir as avaliações dos viajantes que já passaram por aquele local e até ver fotos que foram compartilhadas!Travel SmartiPhone + iPad e AndroidO aplicativo Travel Smart,desenvolvido pela Allianz Global Assistance,acompanha o passageiro desde o aeroporto,atualizando sempre o status do voo,alterações de horário e plataforma. O principal recurso,entretanto,está ligado aos cuidados com a saúde do viajante,já que traz a localização dos hospitais mais próximos,dicionário de medicamentos e tradução de termos médicos em 18 idiomas. Além disso,os segurados que contratarem o seguro viagem ofertado pela Allianz Global Assistance,representante de seguro da Allianz Seguros S/A no segmento de viagem no Brasil,podem inclusive ter acesso à sua apólice e contatar a empresa pelo próprio aplicativo.AirbnbiPhone + iPad e AndroidO aplicativo disponibiliza mais de dois milhões de acomodações ao redor do mundo. Com o Airbnb,você pode encontrar apartamentos,hotéis,hostels,um quarto inteiro ou compartilhado. A ideia é achar a acomodação perfeita para o seu gosto e o bolso também. Você poderá entrar em contato direto com o anfitrião que irá hospedá-lo e tirar dúvidas rapidamente.XE CurrencyiPhone + iPad e AndroidNão é mais necessário perder tempo ou gastar os neurônios fazendo contas para converter seu dinheiro para outra moeda. O XE Currency faz isso por você e ainda traz mais informações como taxas em tempo real e gráficos para troca de câmbio particular. Mesmo que esteja sem acesso à internet,você conseguirá realizar conversões.Google TranslateiPhone + iPad e AndroidComunicar-se bem é essencial para garantir uma boa viagem,principalmente se você for visitar países em que o idioma não tenha nenhuma semelhança com seu,a exemplo de China,Grécia,Rússia,Arábia Saudita,entre outros. O Google Translate oferece traduções escritas,em áudio e você pode até posicionar sua câmera a frente de um texto que o aplicativo traduzirá o conteúdo instantaneamente. Um dos grandes diferenciais desse aplicativo fica por conta da tradução offline,pois é possível traduzir 52 idiomas mesmo quando estiver sem conexão com a internet.UberiPhone + iPad,Android e WindowsPara se locomover em mais de 600 cidades no mundo,você pode recorrer ao aplicativo Uber solicitar viagens individuais ou compartilhadas. Basta acessar por smartphone e acompanhar a localização do seu motorista. Você terá acesso ao valor da corrida antecipadamente,aliás,o pagamento pode ser feito em dinheiro ou cartão de crédito.

12 dicas para ajudar a planejar sua loja online

Por Cristiano Mendes,Diretor de Produtos da GoDaddy para América LatinaVocê decidiu abrir uma loja online. Provavelmente está empolgado e cheio de ideias,mas também um pouco intimidado. Se está for sua primeira experiência com e-commerce,você não quer perder seu valioso tempo e dinheiro em ferramentas e tarefas que não irão fazer a sua loja funcionar da forma mais rápida,eficiente e econômica possível.Então,vamos pelo começo e apresentar um plano antes de abrir uma loja online. De acordo com artigo de Judith Kallos,coach de negócios e consultora de WordPress,existem algumas questões básicas a serem consideradas antes de começar a colocar a mão na massa.Seja adicionar o e-commerce a um site existente (como vender no WordPress com o WooCommerce) ou configurar uma nova loja online do zero,um pouco de planejamento prévio poderá fazer uma grande diferença para o sucesso de sua nova empresa.1. Certifique-se de que seu produto ou serviço faz parte de um nicho.As melhores ideias nascem de passatempos,interesses e paixões,em que o proprietário da loja eletrônica viu uma oportunidade porque ninguém mais estava presente nesse nicho específico. Ou melhor ainda,eles sabiam,de fato,que,com muito trabalho e dedicação,poderiam fazê-lo melhor!Não subestime o poder do nicho.2. Pesquise sua concorrência.Antes de abrir uma loja online,é melhor investigar a concorrência. Faça uma busca pela Internet inserindo duas ou três palavras-chave ou frases que seus clientes-alvo provavelmente usarão para encontrar os tipos de produtos ou serviços que você pretende vender online. Em seguida,note as centenas de milhares (ou milhões) de páginas já online fazendo o mesmo.Se os números são esmagadores,você precisará se tornar ainda mais de nicho ou planejar ser um comerciante competitivo e agressivo - o que custará tanto em dinheiro quanto em tempo.Veja o que seus concorrentes já estão fazendo com sucesso (note se há uma abertura para fazer algo melhor) e como você pode integrar esses conceitos de uma maneira única ou diferente.3. Crie seu perfil de precificação.Você pode ser competitivo e ainda obter lucro depois de levar tudo em consideração? Certifique-se de incluir todos os seus custos para obter uma resposta:Certificado SSL,hospedagem,plataforma,domínio,e-mail,temas,plugins,extensões,complementos de módulos,taxas mensais,gateways de pagamento,taxas de processamento de cartão de crédito,publicidade,inventário,material de embalagem,etc.4. Desenhe seu programa de envio.O processo de envio e entrega dos produtos pode ajudar a criar ou a quebrar uma loja de comércio eletrônico. Ao se preparar para abrir uma loja online,pergunte a si mesmo:- Quais opções de transportadora você vai oferecer?- O produto será enviado de acordo com o peso e a localização ou você irá trabalhar com taxa fixa?- A sua fórmula de envio é baseada no tipo de produto?- E quanto a uma taxa de manuseio?- Você estará enviando globalmente?- Em caso afirmativo,quais procedimentos e políticas alfandegárias você precisa considerar?O envio não deve ser um centro de lucro e precisa ser razoável. A percepção de tarifas de transporte excessivamente elevadas é uma das principais razões pelas quais os clientes abandonam seus carrinhos de compras.Existem ferramentas de e-commerce no mercado que possuem opções de métodos de envio embutidos,ou permitem que você adicione rapidamente suas preferências - desde o transporte gratuito até a transportadora em tempo real e calculado.5. Defina sua política de devolução.Isso precisa ser claro,detalhado e prático,de modo que,se você tiver experiência de retorno,seus clientes podem facilmente encontrar o que precisam e saber quais são os critérios para que um retorno seja aceito.6. Crie sua política de privacidade.Você deve ter uma política visivelmente publicada que indique o que você faz com a informação do seu cliente. Isso facilita a construção da confiança. Nunca coloque uma coisa nesta política e depois faça outra. Seja honesto,direto e indique exatamente como você gerenciará,distribuirá e usará informações do cliente.7. Reforce sua política de segurança.Sua política de segurança deve explicar o que você faz,em detalhes,para proteger as informações de pagamento do seu cliente. Explique que você está em servidores seguros com SSL e por quê. Você é protegido por um serviço de verificação de terceiros? Quanto mais informações você puder fornecer,melhor para passar a confiança que seus clientes precisam para que eles compartilhem seus dados sensíveis com você.8. Garanta fotos dos produtos.Quando se trata de vender online,os detalhes visuais podem fazer toda a diferença. Seus produtos devem ter fotos de qualidade. Existem muitos recursos excelentes para aprender a tirar as melhores fotos do produto.Você também pode verificar com seus fornecedores para ver se eles têm fotos que você pode usar.9. Escreva as descrições dos produtos.As descrições genéricas não são o suficiente,e nem as que são iguais às de todo mundo que vende a mesma coisa que você. São necessários detalhes,tamanhos,cores e dimensões,juntamente com alguns bons trocadilhos de marketing que fazem com que o cliente potencial perceba que eles precisam,querem,devem ter esse item!Você vai acessar e organizar seus produtos você mesmo? Caso contrário,planeje contratar alguém para criar uma planilha ou fazer a entrada de dados para você (a terceirização pode ser sua melhor opção).10. Desenvolva um plano de marketing e orçamento.Desenvolva um plano e orçamento de tempo e de dinheiro para divulgar sua nova loja online. O que você vai fazer para colocar o seu site "lá fora"? Não existe apenas "construí-lo e eles virão" no mundo online - você terá sorte se você for encontrado com essa abordagem. Sim,depois de abrir uma loja online,você pode começar a promovê-la sem gastar um centavo.Se você quer levar muitos clientes de forma mais rápida para o seu site de comércio eletrônico,porém,talvez seja necessário investir em algum marketing.As campanhas de pagamento por clique podem ser executadas desde algumas centenas a milhares de reais por mês,dependendo da competitividade do seu mercado. Executar campanhas de publicidade paga em mecanismos de busca e sites de redes sociais também exigirá um tempo para testar e sintonizar.Definitivamente vale a pena gastar tempo descobrindo e brincando com todas as suas opções e,assim,criar um plano de marketing sólido antes de abrir uma loja online.11. Crie um plano de ação de atendimento ao cliente.Sua agenda precisará incluir tempo para impressão,processamento e embalagem de pedidos. Isso por si só pode demorar muito quando é feito corretamente. Além disso,se você fez um trabalho digno de se espalhar a notícia sobre o seu site e-commerce,você precisará orçar algum tempo para responder as perguntas de e-mail de clientes,atualizações de status do pedido e a inserção dos detalhes de envio. Alguns detalhes que você pode considerar antes de abrir uma loja online:- Como você vai mandar aos clientes a confirmação de envio desejada? Começar com um modelo de e-mail com antecedência pode economizar tempo mais pra frente.- Como você vai lidar com perguntas ao telefone? Você terá uma linha telefônica comercial separada?12. Investigue opções de pagamento.Antes de abrir uma loja online,você deve pensar em como vai receber o pagamento (um ponto um tanto importante,não é mesmo?). Algumas plataformas oferecem soluções de pagamento integrado. Você deve considerar as seguintes questões:- Você tem uma conta comercial para aceitar cartões de crédito?- Quais formas de pagamento você aceita? Cartões de crédito,cheques pessoais,transferências bancárias,ordens de pagamento?- E o Mercado Pago ou PayPal?- Você tem um gateway de pagamento para verificar,aprovar e processar cobranças em tempo real?- É recomendável rever todas as suas opções e as taxas associadas.Planeje-se para o sucessoFaça um grande favor a seu negócio à longo prazo e comece a criar e abrir seu próprio e-commerce depois de passar pelas questões acima. Estes são os princípios básicos para te ajudar a planejar antes de abrir sua loja online. Ter esses pontos resolvidos,podem te ajudar na revisão dos recursos,temas,plugins e plataformas para saber quais funcionam melhor para o seu conceito de e-commerce. Portanto,bom planejamento e vendas online!

Nos Estados Unidos,Governador defende estatais do Paraná sob comando do Estado

O governador Beto Richa defendeu nesta segunda-feira (28) que as empresas públicas paranaenses continuem sob o comando do Estado. Segundo ele,no Paraná não há necessidade de privatizar estatais. "Temos empresas sólidas",destacou durante o Copel Day,evento que marcou os 20 anos do lançamento de ações da empresa paranaense na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).Richa participou do Closing Bell,cerimônia do encerramento das atividades diárias do maior centro financeiro do planeta,juntamente com o presidente da Copel,Antônio Guetter. A empresa foi a sexta companhia brasileira – a primeira do setor de energia elétrica do País – a ter ações negociadas em Nova York,em 1997. Além do encerramento do pregão,Richa fez uma apresentação sobre a estatal na bolsa. “A Copel é nosso maior orgulho,nossa maior e mais respeitada empresa”,disse o governador.Na entrada da instituição,ficaram hasteadas a bandeira do Brasil e do Estado do Paraná. “Se o hoje o Paraná é o segundo Estado mais competitivo do Brasil,como aponta a conceituada revista The Economist,isto se deve em grande parte à infraestrutura de energia implantada e gerida pela Copel,que é fundamental para o desenvolvimento de nossa economia”,destacou o governador.GESTÃO FINANCEIRA – O presidente da Copel explicou que a negociação das ações na Bolsa de Nova York ajudaram a melhorar a gestão financeira da companhia. “Os 20 anos de presença na bolsa norte-americana têm mais do que um significado simbólico”,afirmou Guetter. “Além de possibilitarem a expansão de nossa atuação nas últimas duas décadas,as rígidas exigências de governança da NYSE para as empresas listadas modelaram a gestão financeira e a governança corporativa da Copel,que hoje é uma referência nestes dois aspectos”,explicou.PIONEIRISMO – As ações da Copel começaram a ser negociadas em Wall Street no dia 30 de julho de 1997. Naquela data,a empresa paranaense efetuou uma emissão primária de ações preferenciais (IPO – Initial Public Offer) no valor equivalente a US$ 580 milhões,a maior emissão feita até então por uma empresa latino-americana naquela bolsa.Em 2002,o escândalo de fraudes contábeis envolvendo a Enron e outras empresas levou à publicação da Lei Sarbanes-Oxley,uma rígida regulamentação imposta a todas as empresas listadas na NYSE,exigindo maior transparência nas divulgações de resultados e implantação de regras de governança.“A adequação da Copel à rigorosa legislação norte-americana fez com que adotássemos,com grande antecipação,várias medidas de integridade e contra a corrupção que hoje vem sendo exigidas das empresas brasileiras”,explicou Guetter.PRESENTES – No evento,o governador trocou presentes com a cônsul-geral do Brasil em Nova York,Ana Lucy Cabral Petersen e a Chris Taylor,chefe global das empresas listadas na Bolsa de Nova York. Ele distribuiu lembranças que remetem ao Paraná:um cubo de cristal Bacarat com a inscrição de uma araucária,gravuras do artista curitibano Poty Lazzarotto e fotos das Cataratas do Iguaçu do fotógrafo Carlos Renato Fernandes.AGENDA – Richa e a diretoria da Copel também participaram de um almoço com investidores na sede da bolsa. Durante a semana,eles se encontrarão com representantes de bancos e fundos de investimentos norte-americanos para exposição e discussão dos planos de negócios da companhia.Ainda em Nova York,eles participarão de um encontro com acionistas do Grupo Itaú terça-feira (29). Na quarta-feira (30),a comitiva irá a Boston para reuniões na Wellington Management e na Fidelity Investments,que têm participação na Copel,e na Boston Company Asset Management.PRESENÇAS – Participaram da cerimônia a secretária da Família e Desenvolvimento Social,Fernanda Richa;a gerente de Relações com Investidores,Mariceli Santos;o superintendente de Mercado de Capitais,Felipe Pessuti;e o diretor de Finanças da Copel,Adriano Moura;o cônsul do Brasil em Houston,Roberto Ardenghy;o empresário Frank Romanoski.Fonte:Agência de Notícias do Paraná

Stival Alimentos investe cerca de R$ 2 milhões em reposicionamento da marca Caldo Bom

Uma estratégia de reposicionamento de marca que levou cerca de um ano e deve permitir aumento do faturamento e do número de produtos sem a necessidade de outros investimentos em novos parques industriais. Esse foi o caminho encontrado pela Stival Alimentos para seguir crescendo mesmo num período de recessão econômica.O processo começou em 2016 após avaliação do conselho da empresa de concentrar os esforços na marca mais forte,a Caldo Bom,lançada em 1980 e que tem grande prestígio junto aos consumidores. O feijão Caldo Bom,carro-chefe da marca,é,há oito anos consecutivos,o mais vendido da região Sul. “A inovação corre na veia da nossa empresa. E faz parte do nosso perfil investir ainda mais em épocas de crise para estar preparado para a melhora da economia e o aumento do consumo que tende a vir na sequência”,avalia o presidente da empresa,Alexandre Stival.O reposicionamento foi feito em etapas,de maneira abrangente,e finalizado no primeiro semestre de 2017. Uma consultoria foi contratada para repensar por completo o design das embalagens de todas as linhas de produtos. Após um trabalho de análise de mercado,que durou aproximadamente três meses,a empresa optou por um visual único,consistente e impactante. “As antigas embalagens não geravam identificação com o consumidor. Além das marcas diferentes nos produtos,cada embalagem tinha uma cor e um modelo. Agora há um guide em que qualquer linha de produto tem sempre a mesma estrutura”,comenta Matheus Stival,diretor de planejamento da indústria.A empresa investiu aproximadamente R$ 1 milhão entre 2016 e 2017 no redesign de todo o portfólio de embalagens e reposicionamento da marca Caldo Bom. Linhas estratégicas de produtos também passaram a ser valorizadas,como a de Mix de Grãos e a de Pratos Semiprontos. Fez parte do projeto ainda a retirada do mercado da marca Stivali e os produtos que estavam sob esse “guarda-chuva” passaram a integrar as linhas Caldo Bom. Essa última etapa do processo consistiu na troca das embalagens,família por família. “Graças à mudança garantimos maior presença no ponto de venda e oferecemos uma diversidade incrível de produtos ao consumidor”,diz Alexandre. Até o final do ano,a empresa planeja investir ainda R$ 900 mil em ações de divulgação e fixação da marca.CrescimentoO reposicionamento de marca acontece num momento bastante positivo e estratégico para a Caldo Bom. Com aumento no faturamento de 36% em 2016,a empresa espera um crescimento de mais 19% em 2017. A expectativa está baseada também,e principalmente,no avanço geográfico das vendas. A marca,que já é líder na região Sul,vem crescendo significativamente em estados como São Paulo,Rio de Janeiro,Minas Gerais e no Distrito Federal.Em 2015,a empresa investiu numa reforma completa da fábrica,em Campo Largo (PR),com redesenho de linhas de produção,aquisição de maquinário e implantação de novos controles de qualidade. As mudanças garantiram um aumento de 50% na capacidade produtiva. Hoje,a empresa tem mais de 300 produtos no portfólio. O centro logístico da marca tem área de 5.300 metros quadrados e capacidade de estocagem e distribuição de 22 milhões de quilos de produtos industrializados por ano. Além disso,o modelo de logística da empresa na região de Curitiba,com freteiros exclusivos para a marca,se tornou referência no setor por garantir agilidade na distribuição sem necessidade de investimentos em frotas próprias.

Com ajuda de Incubadora,três novos escritórios de advocacia são criados no Paraná

O sonho de muitos advogados de se lançar como empreendedores está se concretizando graças à Incubadora de Escritórios de Advocacia,uma iniciativa pioneira no Brasil e no mundo que começa a dar os primeiros resultados. Criada no Paraná em uma parceria entre a Universidade Positivo e o Instituto Internacional de Gestão Legal (IGL),a Incubadora já ajudou a lançar três novos escritórios:Campos Klein e Advogados Associados,com foco em agronegócios;Fidelis & Velasco Advogados,com foco em entretenimento;e um outro grupo incubado está no momento abrindo o seu escritório,o Kern Di Scala,Moreto e Silva Advogados,que tem foco em startups. Os três são de Curitiba.A Incubadora faz a ponte entre o mercado e o conhecimento obtido pelos recém-formados nas universidades,com a experiência de mentoria em Inovação e Gestão Legal. Surgiu com o propósito de ampliar o campo de atuação dos advogados recém-formados que desejam ingressar em áreas inovadoras do Direito,possibilitando que em um ambiente propício ao empreendedorismo e com apoio gerencial,os escritórios tenham melhores condições de deslanchar e obter sucesso no mercado jurídico.“A Incubadora proporciona novos conhecimentos,em uma prática diferente de tudo o que esses advogados viram quando eram alunos,pois não há disciplina de Gestão Legal nas faculdades de Direito. E o mais importante,são abertos novos campos e perspectivas na profissão,já que a ideia é orientá-los para que possam desenvolver um trabalho inovador,em uma área que mais os agrade”,explica a professora Thais Paschoal Lunardi,coordenadora do projeto pela Universidade Positivo.Em dois anos já passaram pela Incubadora de Escritórios de Advocacia mais de 130 participantes. Só os melhores foram incubados. Na fase de pré-incubação,que tem duração de oito semanas,os acadêmicos de Direito e jovens advogados aprendem a estruturar o Legal Canvas - ferramenta empresarial de gerenciamento estratégico adaptada para escritórios de advocacia - do seu futuro escritório. Adquirem também amplo conhecimento do mercado e aprendem metodologias de gestão estratégica,gestão de equipes e sociedade de advogados.Durante esse período,eles se reúnem e participam de palestras,dinâmicas e mentorias para preparar o projeto que será analisado pela Comissão Julgadora. Apenas os melhores planos de negócio passam para a fase de incubação,que tem duração de 12 meses. Nesta fase,os incubados têm apoio nas áreas de desenvolvimento técnico-jurídico e de Gestão Legal e são orientados pelo escritório Selem Bertozzi Consultoria,especialista no assunto. De acordo com Rodrigo Bertozzi,que além de sua empresa de consultoria faz parte também do Conselho de Administração do IGL,a ideia é revolucionar a área jurídica e atrair novos talentos. Ele conta que os participantes da Incubadora ganham em pouco tempo conhecimentos e experiência que os advogados levam geralmente cerca de 10 anos para adquirir. “O resultado é a formação de jovens advogados preparados para atuar em áreas especializadas do Direito,com capacitação gerencial e administrativa. O projeto de incubadora na advocacia é o primeiro do gênero no mundo. Foi inspirado nos modelos de incubadoras já existentes em outras áreas,entendendo que o Direito também precisa inovar”,ressalta o especialista.Lara Selem,uma das fundadoras do Instituto Internacional de Gestão Legal,destaca,por sua vez,que o objetivo principal do IGL é multiplicar o conceito de Gestão Legal pelo país por meio da Incubadora,de Projetos de Pesquisa e da Certificação de Gestores Legais. “Para colocar em prática a Incubadora de Escritórios de Advocacia precisávamos de um parceiro educacional e,diante disso,apresentamos o projeto à Universidade Positivo,que aceitou o desafio. Estamos muito felizes com os primeiros resultados”,conclui a advogada e consultora.Um dos requisitos para os jovens advogados participarem da Incubadora é terem sido aprovados no Exame de Ordem da OAB.