Óculos de Realidade Virtual e Maxpad são atrações do stand da A.Yoishii no Park Shopping Barigui

A.Yoshii Engenharia inaugurou um stand no Park Shopping Barigui. O espaço,que vai permanecer no Shopping até o dia 12 de novembro,tem 30 m² e fica localizado no piso térreo. O objetivo da ação é promover a marca e divulgar o segundo empreendimento da construtora em Curitiba:o Maison Legend Ecoville. A torre de 38 pavimentos tem entrega agendada para Maio/2021 e fica localizada na Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi,no bairro Ecoville - a poucos metros do shopping. Os apartamentos contam com 272 m² de área privativa,opções de três ou quatro quartos,varanda gourmet integrada à sala de jantar e living,aliando modernidade à tradicional sofisticação dos projetos da construtora paranaense.E,para que o público possa conhecer cada cantinho do futuro lar,além da tradicional maquete,o espaço conta com uma Maxpad e com os óculos de Realidade Virtual (RV). “Todas as ferramentas disponibilizadas pela A.Yoshii acompanham as inovações tecnológicas e proporcionam aos clientes a melhor experiência possível,impactando-os positivamente desde o início. Eles precisam se sentir em casa”,explica a analista de Marketing da construtora,Fernanda Zambroti. Além disso,no stand é possível fazer o tour virtual 360º nos empreendimentos da A.Yoshii,localizado no Batel.O atendimento é realizado das 11 às 23h,de segunda a sexta,das 10 às 22h,no sábado,e das 14 às 20h,aos domingos.

Realidade Virtual para tratamentos de fobias e ansiedade chega no Brasil

A psicóloga Nataly Martinelli,nos últimos meses,começou a tratar pacientes que sofrem de fobias e ansiedade,utilizando óculos de realidade virtual como peça chave para a imersão nas situações em que eles consideram apavorantes.A realidade virtual é uma tecnologia desenvolvida há cerca de vinte anos,mas seu custo começou a torná-la acessível a tratamentos no Brasil nos últimos dez anos. Porém,apenas nos últimos três anos,o país passou a ter fácil acesso aos diversos aplicativos por meio dos smartphones.A utilização dos óculos de realidade virtual surge como algo complementar aos diversos tratamentos já existentes,e permite que o paciente vivencie a experiência.Os óculos de realidade virtual estão sendo utilizado no tratamento de Síndrome do Pânico,Medo de voar,Medo de injeçoÌ?es e agulhas,Medo de animais,Medo de dirigir,Medo de falar em puÌ blico,Agorafobia,Medo do escuro,Claustrofobia,TOC,Ansiedade e Ansiedade antes de exames/provas.Nas sessões é realizado o acompanhamento do nível de estresse,o que permite dinamizar o tratamento.O método coloca o paciente gradualmente frente a frente com suas maiores dificuldades,e semelhante a um jogo de videogame,ele vai subindo de nível. Um exemplo,no caso do tratamento da aerofobia - medo irracional de voar,inicialmente a pessoa irá viver a experiência de se preparar para ir ao aeroporto,posteriormente irá percorrer o trajeto até o aeroporto,para depois vivenciar a experiência do portão de embarque,pouso,decolagem e turbulências.Os óculos são fundamentais para que a pessoa possa vivenciar a experiência,porém,existe um conjunto de atividades que são feitas em cada sessão de terapia,explica a psicóloga Nataly Martinelli. "Nas minhas sessões,trabalho com hipnose,acompanhamento do nível de estresse,parcerias para reforço no processo de dessensibilização e óculos de realidade virtual,tudo para ter um resultado efetivo".O programa utilizado na Realidade Virtual é vinculado a uma startup Européia que desenvolveu os vídeos que permitem que o paciente tenha contato direto com seus medos,conta Nataly Martinelli. "Essa ferramenta é muito mais abrangente,pois possui tratamento para inúmeras fobias. Além de relaxamentos,que podem ser úteis inclusive para sintomas de pânico,TDAH e estresse".O grande diferencial é que a com a facilidade para a imersão nos diversos tipos de fobias é possível facilitar o processo terapêutico,sendo possível reduzir o período do tratamento e melhorando os resultados.

Curitiba recebe evento de vinícola com tecnologia de realidade virtual inédita no Brasil

Depois de passar pela capital,área metropolitana e algumas cidades do interior de São Paulo,visitar o Rio de Janeiro e retornar a região Centro-Oeste Paulista,chegou a vez do público paranaense ter a vez de participar de uma programação pioneira no país. O projeto,voltado aos consumidores de vinho e interessados em embarcar na nova era de jogos de entretenimento,combina a lenda da marca Casillero del Diablo com uma tecnologia que revolucionou a experiência no universo gamer chamada Vive.A bordo de um caminhão customizado,com 14 metros de comprimento,o participante receberá a missão de capturar a garrafa do lendário vinho Casillero del Diablo e terá que executar uma sequência de tarefas para chegar à fase final do game,em meio a um ambiente de realismo virtual sombrio,inspirado nos filmes de terror e suspense,desafiado por criaturas e sons assustadores. O tempo máximo da atividade é de cinco minutos.Em Curitiba - PR,a ação acontece nos dias 14,15 e 16 de dezembro (Adega Brasil). A ação passará,ainda,por Santa Catarina,antes de retornar a São Paulo,pouco antes da virada do ano. “A ideia é oferecer uma experiência de entretenimento singular ao público paranaense,difundindo a história e o conceito da marca,em continuidade ao lançamento da campanha global de Casillero del Diablo,feita no primeiro semestre deste ano,na rede Cinemark,que também migrou para o Youtube e prossegue,até o final de 2016”,esclarece Michele Ressutti Carvalho,gerente da marca Casillero del Diablo.“Casillero on the road”Data:14,15 e 16 de dezembroHorário:14h às 20hLocal:Adega BrasilEnd.:Rod. Dep. João Leopoldo Jacomel,12910Saia à frente,acompanhe o truck van Casillero on the road e “fuja da fila”Será possível acompanhar todo o itinerário do truck e fazer as inscrições prévias para participar da ação,acessando o botão “Fuja da Fila” no site www.casilleroontheroad.com.br. Uma equipe de promotores também receberá as inscrições no local,de acordo com as vagas disponíveis e capacidade operacional do truck,que funcionará das 14h às 20h.

Realidade virtual chega a colégio de Curitiba

Cerca de 35 alunos do 6º ano do Ensino Fundamental II do Colégio Positivo Junior tiveram uma experiência diferente durante a aula:participaram de um projeto piloto com a solução de realidade virtual Na Real Educação Imersiva,que une conteúdos especiais,vídeos em 360 graus e óculos de realidade virtual,e é oferecida pela Positivo Informática Tecnologia Educacional. A aula experimental foi sobre dengue e envolveu atividades dinâmicas e práticas,além do uso dos óculos de realidade virtual. “O vídeo em 360º chamou muito a atenção dos alunos. Notamos que eles assimilaram melhor o conteúdo e elogiaram a qualidade do material. Foi uma aula completamente diferente,onde os participantes questionaram muito mais e absorveram melhor o conteúdo”,disse o professor Alexandre Passoni Ferreira.Outro professor que também acompanhou a aula,Zenylton de Abreu Cerqueira,nunca tinha usado óculos de realidade virtual e comentou a experiência:“Gostei muito. Nós ficamos mais próximos das cenas e isso causa um impacto muito maior. Eu,por exemplo,fiquei procurando os pontos onde o mosquito deposita os seus ovos”,em referência às cenas vistas na solução.Recém-lançada pela Positivo Informática Tecnologia Educacional,a solução Na Real Educação Imersiva é composta por 10 aulas dinâmicas,desenvolvidas para proporcionar aos alunos uma experiência imersiva e de impacto,com um app exclusivo e vídeos de até 5 minutos sobre temas relevantes e atuais,como consumo,poluição,mobilidade urbana,saneamento básico,drogas,etc.Para Rebeca Berger Barbalat,diretora de Marketing da Positivo Informática Tecnologia Educacional,o projeto piloto rendeu ótimos resultados. “A realidade virtual é uma tendência em vários segmentos com diversas aplicações e na educação cumpre muito bem o papel de levar o aluno a vivenciar algo ainda pouco explorado em sala de aula. É uma solução que trata de assuntos da atualidade de maneira dinâmica e oferece uma experiência de aprendizado completa. É muito gratificante saber que o Na Real Educação Imersiva foi muito bem aproveitado pela turma do Colégio Positivo Junior e pelos professores”,afirma.