Indústria paranaense em missão no Vale do Silício

Missão da Amcham leva indústria paranaense ao Vale do SilícioExecutivos conhecerão empresas importantes da área de tecnologia;inspiração em novos projetos e ferramentas de gestão estão entre os focos da viagem.A Brose,fabricante alemã de componentes para o setor automotivo instalada em São José dos Pinhais,está se preparando para a II Missão Internacional de Inovação,organizada pela Amcham (Câmara Americana de Comércio). A viagem está marcada para 18 a 22 setembro. No roteiro estão a cidade de São Francisco e outras do Vale do Silício,região que concentra grandes empresas do setor de tecnologia.“A nossa visão quando organizamos a viagem é ampliar conhecimentos sobre inovação e estratégia,oferecendo oportunidades aos participantes de visualizar e vivenciar experiências nas principais empresas do Vale do Silício”,explica o gerente regional da Amcham Curitiba,Gustavo Silvino.“Inovação é um dos principais pilares da estratégia de crescimento da Brose e o contato com empresas,profissionais e projetos de sucesso (e mesmo com projetos de ‘insucesso’) nos trará clareza,objetividade e assertividade neste tema,que por muitas vezes incorre em fracasso por falta de uma clara linha de trabalho”,explica o gerente de TI da empresa,Carlos Andreguetto que viajará com o grupo.Além da Brose,participarão da viagem outras 34 empresas de várias regiões do Brasil e da Argentina. No roteiro da viagem estão visitas ao Google,ao RocketSpace,campus de tecnologia que funciona como uma aceleradora de startups,e ao Institute for the Future,organização que reúne e estuda ferramentas de gestão para mobilizar pessoas e colocar em práticas projetos inovadores.

Startup curitibana está entre selecionadas pelo Google para programa de aceleração no Vale do Silício

O Google anunciou hoje as startups selecionadas para a quarta edição do Launchpad Accelerator,programa para impulsionar projetos para que se tornem uma referência de qualidade e sejam relevantes em escala global. O programa de seis meses tem início em julho de 2017,em um intensivo de duas semanas no novo espaço do Google para startups em São Francisco junto à empreendedores da América Latina,Ásia,África e Europa. A curitibana Contabilizei está entre as escolhidas.Startups brasileiras:Arquivei: Arquivei fornece plataforma de armazenamento,organização e consulta de informações de notas fiscais.Contabilizei: Contabilizei é uma plataforma de contabilidade para micro e pequenas empresários dos setores de serviços e comércio,que oferece um serviço ágil,eficiente e inovador que reduz a burocracia e aumenta o controle para PMEs.Contratado.ME: A plataforma que coloca os candidatos no centro da sua procura de emprego.Guiche Virtual: Guiche Virtual é a plataforma independente líder na venda de passagens de ônibus online.O programa inclui mentoria intensiva de engenheiros e gerentes de produto do Google,e outros mentores das principais empresas de tecnologia e venture capital do Vale do Silício. Os participantes recebem 50 mil dólares de apoio sem contrapartida do Google,100 mil dólares de créditos para a compra de produtos Google e acesso contínuo aos experts e recursos do Google durante os 6 meses de programa.No total,quanto já foi investido em startups brasileiras pelo Launchpad Accelerator?Com as quatro primeiras classes,o impacto do programa no Brasil chega a 24 startups. Isso representa um investimento total de mais de um milhão e duzentos mil dólares (1,2 mi) em capital semente. Além disso,as startups selecionadas receberam o equivalente a dois milhões e quatrocentos mil de dólares em créditos para gastar com produtos de Cloud do Google.As três primeiras turmas do programa contaram com:AgroSmart,AppProva,BankFacil,Cuponeria,Delivery Direto,Dog Hero,Edools,Elo7,Emprego Ligado,GetNinjas,Hand Talk,Love Mondays,Mobills,Meus Pedidos,Portal Telemedicina,ProDeaf,Qranio,QuintoAndar,SuperPlayer e UpBeat Games.A lista completa das startups selecionadas está neste blog post.

Startup paranaense participa de imersão no Vale do Silício

A empresa curitibana Paas MDMA é a única representante paranaense entre as 19 startups selecionadas no projeto InovAtiva Brasil,da Secretaria de Inovação do Ministério do Desenvolvimento,Indústria e Comércio Exterior (MDIC),que começam nesta segunda-feira (13) uma semana de imersão em Mountain View,no Vale do Silício (EUA). Os diretores das startups selecionadas conhecerão a experiência de inovação de empresas como Google e Badgeville.Entre as 19 selecionadas há nove representantes de São Paulo,três do Rio Grande do Sul,dois do Rio de Janeiro,dois de Minas Gerais,uma de Pernambuco e um de Santa Catarina.Foram 1.635 inscritos na primeira fase do programa que começou em janeiro de 2013. Para se chegar às 19 startups,foram feitas três fases de seleção com acesso a ações de capacitação,como sessões de coaching com especialistas e empreendedores experientes,além de apresentações sobre obtenção de recursos para financiar empresas,incluindo as formas de captação via financiamento público e as várias linhas de crédito existentes para fomento à inovação.Entre os inscritos da primeira edição,o setor com maior representatividade foi o de internet e software (43% do total),seguido pelo de varejo e serviços (21%),meio ambiente (4%),indústria de transformação (3%),biotecnologia e fármacos (2%) e eletrônicos (2%).Fonte:Gazeta do Povo

Brasileira cria local no Vale do Silício que oferece hospedagem e programação diversificada para estimular novos negócios

A hospitalidade e vocação para acolher pessoas da brasileira Andrea Litto foram essenciais para,em conjunto com Henrique Setton,fundar a SiliconHouse,um ambiente criado para receber empreendedores,estudantes e executivos,propício para geração de negócios,construção de parcerias e desenvolvimento de propostas ousadas e inovadoras no Vale do Silício. Segundo Andrea,a paixão por conectar pessoas vem do ambiente no qual foi criada no Brasil,“meu pai,americano radicado no Brasil há 53 anos,sempre recebia pessoas do mundo todo,cientistas,artistas,políticos e aventureiros;ele era um exemplo de anfitrião”. Leia a reportagem completa.Fonte: www.tibrasileira.com.br