Pipefy adota sistema remoto até final de 2020 com suporte para todo o time

Por conta das instruções de quarentena para contenção do Coronavírus, milhares de empresas pelo mundo aderiram ao sistema de trabalho remoto. A Pipefy, startup curitibana de gerenciamento de processos eficientes que está presente em mais de 150 países, estabeleceu que manterá suas rotinas em home office até o final do ano.

Seguindo a tendência que já foi adotada por outros gigantes da inovação, a Pipefy vai além e oferece suporte financeiro e também psicológico para que seus funcionários tenham mais ferramentas para passar pelo período de quarentena. Sempre atenta ao material humano da empresa, a startup com mais de 250 funcionários espalhados por diferentes partes do mundo, prioriza o cuidado com a equipe.

Com sedes em Curitiba, São Paulo e em São Francisco, no Vale do Silício (EUA), a Pipefy sempre acreditou no modelo home office, com alguns núcleos já 100% remotos. Inclusive, conta com colaboradores na área de tecnologia em diversos países como Paquistão e Egito. Desde o início da quarentena, a empresa trabalha para manter seus funcionários engajados.

Segundo o CEO e fundador da empresa, Alessio Alionço, a empresa direciona esforços e investimentos para garantir que a experiência de trabalho do time, mesmo em casa, seja tão confortável e adequada como era no escritório. “Fornecemos ajuda de custo desde março – quando o time todo passou a trabalhar remotamente – para gastos com infraestrutura e adaptações necessárias, além do suporte psicológico profissional e atividades para cuidar da saúde mental e física deles, como meditação e práticas de yoga”, conta o CEO.

Independentemente do fim do decreto ou não, todos os funcionários ficarão neste sistema até o final de 2020. “Após essa data e, caso a crise tenha passado, avaliaremos a possibilidade de cada funcionário escolher se quer voltar para o escritório ou seguir fazendo home office”, finaliza Alionço.

curitibait

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.