Sesi realiza seminário internacional e jornada de qualidade de vida

O Brasil ocupa o 4º lugar no ranking mundial de acidentes fatais no trabalho. São quase 4 mil mortes anualmente em decorrência de acidentes dessa natureza. Os dados são da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e apontam ainda que no mundo, a cada 15 segundos, um trabalhador morre por conta de uma doença relacionada ao trabalho.

No Paraná, estado que fica em 3.º lugar na colocação brasileira de mortes por esses acidentes, existem 3 milhões de industriários aposentados em função deles. Por ano, são 52.132 acidentes de trabalho no estado. “Esses dados mostram uma triste realidade. Situação que merece atenção e ações que possam mobilizar a sociedade no sentido de reduzir esses índices e concretizar a prevenção. Datas como o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes do Trabalho, em 28 de abril, são importantíssimas para essa reflexão”, afirma Juliana Cipriani Presiazniuk, coordenadora de Segurança e Saúde do Sesi no Paraná.

“O Sesi é atualmente o maior parceiro das indústrias no desenvolvimento de ações e busca de soluções voltadas para o bem-estar do trabalhador. Uma indústria saudável é feita com trabalhadores saudáveis. Garantindo a qualidade de vida do colaborador, promovemos também uma indústria mais segura e saudável”, garante Juliana.

Atuando para promover e proteger a saúde do trabalhador, com a efetiva prevenção e redução nos índices de acidentes de trabalho, a partir de consultorias e serviços exclusivos para a indústria, o Sesi – nesse mês de abril – apoia e participa do Movimento Abril Verde e realiza um evento em parceria com a Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV).

O Abril Verde é uma iniciativa do Sindicato dos Técnicos de Segurança do Estado do Paraná (Sintespar), que desde 2014 lidera o movimento que tem como objetivo debater com a sociedade, órgãos do governo, entidades de classe, associações, federações e empresas sobre as causas e a prevenção de acidentes de trabalho. Esse ano, o movimento será marcado pelo Seminário Internacional em Saúde e Segurança do Trabalho, a ser realizado pelo Sesi no Paraná, em conjunto com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e a PUCPR.

No dia 26, das 18h às 21h10, a programação se concentra no auditório Mário de Mari do Campus da Indústria, com palestras do desembargador do TRT, Luiz Eduardo Gunther; e do professor de Direito Internacional e advogado italiano, doutor em Ciências Administrativas, Matteo Carbonelli, em torno do tema: Saúde do Trabalhador e Direitos Fundamentais.

E no dia 27, o evento se divide nos turnos da manhã e tarde, no Teatro Tuca, Bloco 2 da PUC. Durante a manhã, das 9h às 12h, o tema previsto trata dos Transtornos Mentais Relacionados ao Trabalho, com a realização de palestras do chefe da seção de Inspeção do Trabalho da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do Paraná (SRTE), Elias Martins; o médico e advogado Ernesto Batista; o juiz do Trabalho do TRT, Luciano Coelho; e o médico psiquiatra Mauricio Nasser Ehlke.

À tarde, serão abordadas As Perspectivas Contemporâneas da Saúde nas Relações do Trabalho. Das 14h às 17h, as palestras serão de Martinho Martins Botelho, economista e advogado; de Rodrigo Meister de Almeida, engenheiro de Segurança do Trabalho, advogado e consultor do Sesi no Paraná; Gláucio Araújo de Oliveira, procurador do Ministério Público do Trabalho; e Sebastião Geraldo de Oliveira, desembargador do Ministério Público do Trabalho, de Minas Gerais.

Inscrições podem ser feitas até o dia 25 de abril no site: www.sesipr.org.br

Jornada de Qualidade de Vida

Já em conjunto com a Associação Brasileira de Qualidade de Vida (ABQV), o Sesi no Paraná realiza a Jornada Regional de Qualidade de Vida. Será no dia 26 de abril, das 12h30 às 18h30, no Campus da Indústria.
O evento visa oferecer oportunidades de aperfeiçoamento com educação continuada, troca de experiências e encontro de profissionais voltados para a promoção da saúde e qualidade de vida no ambiente corporativo.

As jornadas regionais de Qualidade de Vida já foram realizadas no Rio de Janeiro, Recife e Goiânia. São gratuitas, mas têm vagas limitadas.

A programação inclui as palestras sobre Gestão Integrada de Saúde, Bem-Estar e Segurança no Trabalho, com Paulo Roberto Zétola, diretor de Saúde e Segurança do Trabalho da Renault do Brasil; Buscando o desenvolvimento da Qualidade de Vida e do Bem-estar em todas as dimensões, com Rony Tschoeke, diretor da ABQV.

Também serão apresentados cases relacionados à Imunização, por Amilton Cabral Júnior, da CNI Funorte; e ao Impacto de Intervenções Interdisciplinares na Prevenção e Redução de Riscos das Doenças Crônicas Não Transmissíveis, com Aline Lima, coordenadora técnica de Negócios do Sesi no Paraná.

De acordo com Aline, “o investimento em ações de promoção da saúde possui relação direta nos resultados produtivos das industrias, pois quanto mais saudável o trabalhador está, possivelmente menos afastamentos, presenteísmo e doenças crônicas estarão presentes na vida funcional dele”.

A coordenadora lembra que pesquisas realizadas nos Estados Unidos demonstram que para cada dólar investido em promoção de saúde nas empresas, os custos com assistência medica são reduzidos em US$ 3,27. Esse mesmo dólar diminui os custos com absenteísmo em US$ 2,73. Isso ocorre porque trabalhadores com fatores de risco como diabetes, colesterol alto, hipertensão e obesidade faltam três vezes mais ao trabalho do que as pessoas que não os possuem. Aline explica ainda que os custos de assistência médica podem ser reduzidos em US$ 3,27 para cada dólar investido em programas de promoção a saúde na empresa, pois 25% dos gastos com saúde estão relacionados com 10 fatores de risco modificáveis.

Tags , , , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.