CORE-PR visita operação do projeto Mesa Brasil do SESC-PR

CORE-PR visita operação do projeto Mesa Brasil do SESC-PR

A diretoria do CORE-PR (Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Paraná) visitou nesta quinta-feira, dia 20 de maio, a operação do projeto Mesa Brasil, do SESC-PR, em Curitiba. A iniciativa buscou estreitar o relacionamento entre as instituições e ampliar o potencial da rede de banco de alimentos ao ser divulgado para os milhares de Representantes Comerciais do Paraná.

Estiveram presentes pelo CORE-PR o presidente Paulo Nauaick e os diretores Márcio Laurentino e Celso de Machado que se encontraram com a equipe do Mesa Brasil, liderados pela gerente executiva do Sesc Portão e Núcleo Parolin, Ester Lara Lopes dos Santos.

O projeto Mesa Brasil é uma Rede Nacional de Bancos de Alimentos que atua contra a fome e o desperdício. Sua operação se dá unindo parceiros doadores (produtores rurais, atacadistas, varejistas e empresas que possam fazer doações) com entidades sociais que fornecem alimentos a milhares de pessoas. No Paraná, são doados cerca de 100 mil quilos por mês a 791 entidades sociais.

“Mas ainda têm muitas pessoas que precisam de apoio e por isso temos que divulgar isso aos empresários e profissionais da Representação Comercial. Muitas empresas não sabem o que fazer com o excedente de produção apropriado para consumo e poderiam estar participando deste projeto”, afirma Paulo Nauiack.

Ester dos Santos, do Mesa Brasil, ressalta que além da doação dos alimentos, o projeto ainda trabalha com o treinamento das entidades para receber e preparar os produtos. “Promovemos também treinamentos de orientação nutricional, regras de manipulação de alimentos e uma série de capacitações relacionadas. Não é só doar alimentos, mas ensinar como melhor aproveitá-los”, complementa Ester.

Como doar?

Para doar é necessário entrar em contato com uma das unidades do SESC-PR e informar sobre a disponibilidade de alimentos, produtos ou serviços. Uma equipe irá orientar o doador sobre o cadastro e fará o alinhamento logístico.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *