HP redefine o mercado de HPC e supercomputação com novo portfólio de servidores

A HP anuncia a família HP Apollo de sistemas computacionais de alto desempenho (HPC, sigla em inglês para High Performance Computing), capaz de oferecer até quatro vezes o desempenho de servidores tradicionais em rack(1) usando menos espaço e energia.

As novas ofertas redefinem as expectativas de datacenter combinando um design modular inovador com técnicas revolucionárias de distribuição de alimentação e de refrigeração. Essas inovações permitem que o portfólio de HP Apollo ofereça desempenho e densidade superiores a um custo total de propriedade mais baixo.

Tradicionalmente a tecnologia HPC tem sido usada para acelerar inovações nas áreas de ciência e engenharia, permitindo a instituições governamentais e educacionais fazer a transição da pesquisa do laboratório físico para o mundo digital de simulações e análise computacional. Inovações recentes na tecnologia, no entanto, vem tornando esses programas e aplicações acessíveis ao mercado corporativo, que os estão usando para melhorar seus esforços de pesquisa e desenvolvimento, além de ganhar vantagem competitiva.

O HP Apollo aproveita o legado da companhia em liderança e inovação de servidores, sendo a empresa responsável pela criação de servidores x86, servidores blade e servidores HP Moonshot definidos por software, de consumo de energia extremamente baixo. O novo portfólio HP Apollo inclui:

• O sistema HP Apollo 6000 refrigerado a ar, que maximiza a eficiência do desempenho e torna os recursos de HPC acessíveis a uma ampla variedade de clientes corporativos.

• O sistema HP Apollo 8000, um supercomputador que combina altos níveis de capacidade de processamento com um design de refrigeração à água revolucionário para um consumo muito baixo de energia.

• Serviços HP Apollo abrangentes, que tornam a HPC mais acessível por meio de financiamento, serviços de avaliação, implantação e suporte do HP Datacenter Care.

“A demanda por aplicações de HPC nos diferentes setores de negócios está crescendo rapidamente e os datacenters atuais não estão bem equipados para lidar com o excesso de espaço, alimentação e infraestrutura necessários para operar esse nível de capacidade de processamento”, afirma Antonio Neri, vice-presidente sênior e gerente geral da área de Servidores e Rede da HP. “Apenas a HP tem a propriedade intelectual, o portfólio, os serviços e a oferta de suporte para transformar o mercado de supercomputadores hoje e acelerar o ritmo da inovação com foco no amanhã.”

Sistema HP Apollo 6000: desempenho de HPC para empresas

O sistema HP Apollo 6000 apresenta um design de rack flexível que oferece uma ampla seleção de adaptadores e redundância de alimentação, permitindo aos clientes otimizar seus sistemas de acordo com as necessidades específicas de uma grande variedade de cargas de trabalho, como automação de design ou análise de risco de serviços financeiros.

Aproveitando o design avançado de rack de servidor com refrigeração a ar, compartimento de alimentação externo e o HP Advanced Power Manager, o sistema HP Apollo 6000 comporta até 160 servidores por rack. Quando comparado com as soluções de blade competitivas, esses servidores podem oferecer melhor desempenho e maior eficiência em menos espaço, enquanto consomem 46% menos energia e reduzem o custo total de operação.(3)

“Estamos observando um aumento de 35% no desempenho das nossas cargas de trabalho de aplicações de automação de design eletrônico”, diz Kim Stevenson, CIO da Intel. “Implantamos mais de 5 mil desses servidores baseados na arquitetura Intel, obtendo melhor densidade de rack e maior eficiência de energia, ao mesmo tempo em que entregamos maior desempenho de aplicativos para nossos engenheiros de design.”

Sistema HP Apollo 8000: acelerando a ciência da supercomputação

Como um meio de refrigeração, os líquidos oferecem uma eficiência 1.000 vezes maior que a do ar. No entanto, complexidades do design e risco de danos aos caros sistemas de HPC desestimulam a adoção da refrigeração por líquidos. A HP deixou para trás esses obstáculos com novas tecnologias patenteadas, que possibilitam a refrigeração por líquidos sem o risco.

O sistema HP Apollo 8000 é o primeiro supercomputador 100% refrigerado por líquidos do mundo com tecnologia integrada que protege o hardware. Montado em um design de rack escalável para até 144 servidores por rack, o sistema pode oferecer quatro vezes os teraflops por rack comparado com design refrigerado por ar. Além disso, o design de eficiência de energia ajuda as organizações a eliminar até 3,8 mil toneladas de resíduo de dióxido de carbono do datacenter por ano.(4)

Os clientes também podem reciclar a água morna usada para resfriar o sistema como fonte de calor para outras instalações. O NREL (U.S. National Renewable Energy Labs) aproveitou o design único do supercomputador para criar um dos datacenters mais ecológicos do mundo, usando o calor residual do seu supercomputador para aquecer a área de escritórios e laboratórios adjacentes.

“Aproveitando a eficiência do HP Apollo 8000, esperamos economizar US$ 800 mil em gastos operacionais por ano”, conta Steve Hammond, diretor do Centro de Ciências Computacionais do NREL. “Como estamos capturando e usando aquecimento residual, estimamos que conseguimos economizar outros US$ 200 mil que seriam usados para aquecer o edifício. Assim, economizamos US$ 1 milhão por ano em gastos operacionais em um datacenter que custa menos para construir que um datacenter tradicional”, finaliza.

Simplificação de acesso ao HPC

Para tratar da crescente demanda por HPC, a HP também lançou o HP Helion Self-Service HPC, uma solução de nuvem privada baseada na plataforma de nuvem do HP Helion OpenStack® que oferece um portal de autosserviço contendo recursos computacionais de alto desempenho por meio de uma interface de aplicação facilitada. Os clientes têm a opção de autogerenciar a solução ou selecionar a HP para gerenciar o sistema com um modelo de pagamento pelo uso.

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.