Mesmo com mais consumidores on-line, Brasil fatura menos de 10% do que o Reino Unido

Embora o comércio eletrônico tenha expectativa de crescer 25% neste ano, com previsão de faturamento de R$ 28 milhões, de acordo com o e-bit, o Brasil ainda está distante de alcançar os resultados obtidos por outros países. Com 70 milhões de usuários, 43 milhões deles adeptos ao comércio eletrônico, o País fatura menos de 10% do que o Reino Unido, que possui 50 milhões de internautas, 37 milhões deles consumidores on-line, segundo dados da Câmera Brasileira de Comércio Eletrônico. Enquanto o faturamento aqui é estimado em R$ 22,5 bilhões, o dos europeus alcança R$ 234 bilhões.

Para matérias sobre comércio eletrônico, coloco à disposição Gustavo Furtado, Ceo da Tricae (www.tricae.com.br) – loja virtual de artigos infantis, especializada em produtos para crianças de 0 a 10 anos, lançada pelo grupo alemão Rocket Internet (responsável por sucessos como Dafiti e Groupon). Para agendar de entrevista, entre em contato comigo pelos telefones 3046-9574/96447-0027 ou por email michelle@misasi.com.br

Sobre o especialista
Gustavo Furtado é formado em engenharia elétrica com ênfase em Telecomunicações pela POLI – USP, cursou MBA em gestão de negócios na Kellogg Management School (EUA). Iniciou a carreira numa start-up de infraestrutura para internet. Atuou também como trainee na área de vendas técnicas da Siemens, onde aos 24 anos foi promovido e enviado para a Alemanha para ser responsável por esse setor para a América Latina, Portugal e Espanha. Foi gerente de marketing da Microsoft na área de desenvolvimento de aplicativos para Smartphones durante um ano, quando então, foi convidado pela Rocket Internet para liderar a Tricae.

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.