Preço de imóveis para compra em Curitiba tem alta de 3,2% nos últimos 12 meses

De acordo com levantamento realizado pelo Imovelweb, um dos maiores portais imobiliários do País, o preço de compra em Curitiba apontou crescimento de 0,8% no mês de julho, sendo que a média ficou no patamar de R$ 4.841,00/m². Nos primeiros sete meses do ano, o valor apresentou elevação de 1,6%, enquanto nos últimos 12 meses, a alta foi de 3,2% .

Matriz (R$ 7.251,00/m²), Santa Felicidade (R$ 5.978,00/m²) e Fazendinha Portão (R$ 5.421,00/m²) possuem as médias mais caras para comprar imóveis em Curitiba. Já as regiões mais econômicas são Bairro Novo (R$ 2.995,00/m²), Pinheirinho (R$ 3.759,00/m²) e Boqueirão (R$ 3.986,00/m²).

Guara (R$ 5.261,00/m²), Pilarzinho (R$ 5.894,00/m²) e Cabral (R$ 7.836,00/m²) são os bairros que apresentaram as maiores valorizações no preço de compra, nos últimos 12 meses, com índices de 19,5%, 17,6% e 16,0%, respectivamente.

Do outro lado da tabela, Cascatinha (R$ 6.040,00/m²) apresentou desvalorização de 10,9%, nos últimos 12 meses, seguido de São João (R$ 4.408,00/m²), com queda de 6,4% no preço do m², e Santa Felicidade (R$ 5.366,00/m²), com diminuição de 5,8% no valor de compra.

Saiba quais bairros apresentam os m² mais caros e econômicos:

Média do valor de locação vem crescendo em Curitiba: no último ano, ocorreu alta de 7,8%

Em julho, o valor de aluguel continuou crescendo em Curitiba. O preço de locação de um imóvel padrão – 65m², 2 dormitórios e 1 vaga de garagem – sofreu leve alta (0,2%). Para morar na cidade é necessário desembolsar em média R﹩ 1.197,00/mês, de acordo com estudo imobiliário do Imovelweb. No ano de 2020, o preço cresceu 0,7%; e nos últimos 12 meses, houve elevação de 7,8%.

Matriz (R﹩ 1.511,00/mês) é a região mais cara para locar na capital paranaense. Na sequência aparecem Santa Felicidade (R﹩ 1.411,00/mês) e Cajuru (R﹩ 1.258,00/mês). Já Pinheirinho (R﹩ 977,00/mês), Bairro Novo (R﹩ 1.002,00/mês) e Boqueirão (R﹩ 1.047,00/mês) possuem as médias mais econômicas para morar em Curitiba.

Analisando os últimos 12 meses, os locais que mais apresentaram crescimento no valor do aluguel foram: Mercês (R﹩ 1.936,00/mês), com alta de 19,0%; Santa Cândida (R﹩ 1.005,00/mês), marcando elevação de 18,7%; e Capão da Imbuia (R﹩ 1.496,00/mês), apontando índice positivo de 18%.

Alto da Rua XV (R﹩ 1.335,00/mês), Barreirinha (R﹩ 866,00/mês) e Santa Felicidade (R﹩ 1.126,00/mês) tiveram as maiores quedas no preço, com desvalorizações de 12,0%, 8,4% e 8,2%, respectivamente, neste mesmo período.

Saiba onde encontrar as médias mais caras e baratas do aluguel:

Mantendo estabilidade em julho, o índice de rentabilidade imobiliária não apresentou alterações. Em julho, 4,7% foi apontado como a média anual do valor de aluguel X preço de venda. Ou seja, para rever o valor investido na compra do imóvel, são necessários 21,4 anos de aluguel. Tempo 4,7% menor que um ano atrás.

Bairro Novo (5,8%), Cajuru (5,5%) e Boqueirão (4,9%) são as regiões mais rentáveis de Curitiba, enquanto Matriz (3,9%), Santa Felicidade (4,1%) e Fazendinha-Portão (4,3%) apontam os índices mais baixos.

Saiba onde investir na capital paranaense:

Hub Imobiliario
Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.