Pumatronix lança equipamento de captura e processamento de imagens

Um equipamento multifuncional que captura e processa imagens de maneira inteligente, com o objetivo de trazer ainda mais eficiência junto às operações feitas por órgãos fiscalizadores de trânsito, além de auxiliá-los na obtenção de informações para abordagens mais assertivas nas operações rodoviárias. Muitas são as funcionalidades da ITSCAM 600, que chega ao mercado focada em três pilares: conectividade, alto potencial para processamento e software embarcado.

O diretor comercial da Pumatronix, Thiago Guerrer, e o engenheiro de produto Mikhail Anatholy Koslowski conduziram o evento virtual, realizado no último dia 6 de novembro e organizado pela ISC, principal feira de soluções integradas de Segurança do Brasil, que reuniu especialistas em trânsito para dialogar sobre os desafios em relação à segurança pública, mobilidade urbana, projetos de engenharia de tráfego no Brasil e a evolução tecnológica na fiscalização e monitoramento de veículos.

Os  temas foram abordados pelo diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) e especialista em fiscalização de trânsito e rodovias, Alexandre Fernandes; o especialista em engenharia de tráfego  e consultor de trânsito da Tranzum, Alexandre Zum; além do policial rodoviário federal, chefe da Divisão de Testes e Qualidade, coordenador do ETIC/Foz e que integra a Diretoria de Tecnologia da Informação e Telecomunicação em Brasília, Joedson Camilo.

Os especialistas também dialogaram junto ao time da Pumatronix sobre o papel das novas tecnologias e dos equipamentos de captura e processamento de imagem, como é o caso da ITSCAM 600. Conforme comentou Joedson Camilo, chefe da Divisão de Testes e Qualidade da Polícia Rodoviária Federal, é muito difícil conseguir uma boa conectividade nas estradas e a possibilidade de ter isso embarcado no equipamento é crucial para a fiscalização.

Em 2020, a PRF fiscalizou um total de 7.732.008 veículos em 80 mil quilômetros de rodovia. “Hoje, os equipamentos tecnológicos são essenciais para a captura e processamento de informações. A fiscalização rodoviária deve ganhar e muito com esse produto. Poderemos fazer abordagens mais assertivas. A ITSCAM 600 é praticamente um computador com tela de captura”, destacou.

O diretor de Operações do DER-PR, Alexandre Fernandes, em concordância com Camilo, acrescentou que a tecnologia traz grande resultado para a fiscalização, sendo uma aliada do Poder Público. “Hoje, o Código de Trânsito Brasileiro traz três formas de operação, são elas: a presença dos agentes de trânsito, os equipamentos e dispositivos de tráfego, a sinalização vertical e horizontal. Nesse contexto, as câmeras e os equipamentos tecnológicos refletem a presença do Estado nas rodovias”.

Fernandes complementou que não há efetivo suficiente para realizar as operações de trânsito e reduzir o número de mortes, no entanto, com a tecnologia é possível ter um bom resultado em relação a diminuição de velocidade nas vias. “Após a implantação de equipamentos e estudo do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), observamos uma redução de 30% no número de mortes nas rodovias federais. Dados comprovam que uma pessoa morre a cada 15 minutos no Brasil devido aos acidentes de trânsito”, completou e ainda reforçou os ganhos que o Brasil pode ter com essa solução lançada pela Pumatronix.

Com a ITSCAM 600, autoridades, técnicos e gestores das cidades poderão interagir em tempo real na gestão de infraestrutura, contribuindo para a segurança dos cidadãos. Entre seus diferenciais, o engenheiro de produto da Pumatronix, Mikhail Anatholy Koslowski, destacou os modelos oferecidos ao mercado com opções de lentes motorizadas ou manuais, diferentes tipos de conectividade suportados pela Qualcomm e Quectel, sensor HDR otimizado, que viabiliza o registro de imagens e vídeos com mais precisão, por meio das tecnologias Xilinx e Arm, e resulta em maior acuracidade na leitura de placas veiculares.

O diretor comercial Thiago Guerrer também comentou que a Pumatronix quis trazer em um único dispositivo um produto autônomo e completo. “Quando se trata de mobilidade urbana e sistemas de transportes inteligentes temos que pensar em soluções integradas, que otimizam a eficiência das operações e serviços de uma cidade em tempo real”, contou Guerrer.

Mercado nacional

O CEO da Pumatronix, Sylvio Calixto, revelou que é um novo conceito de plataforma, que surgiu após três anos de pesquisa e desenvolvimento, investimentos em inovação e mais de 12 anos de experiência investidos na atualização tecnológica de suas soluções.

E para fechar as considerações desse time de referência em trânsito, Alexandre Zum, especialista em engenharia de tráfego  e consultor de trânsito da Tranzum, concluiu com a reflexão: “Muito se fala em cidade inteligente, mas como será esse futuro?”. Ele revelou a carência na área de câmeras e equipamentos para o trânsito, exemplificando que 95% dos cruzamentos semaforizados não coletam dados e não fazem contagem de veículos. O sistema de câmeras é o que fornece tais informações, então a partir do momento que a indústria nacional, é o caso da Pumatronix, oferece equipamentos com preço competitivo, vamos mudar a realidade do trânsito e da mobilidade brasileira”, finalizou.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.