Servicebot-3 agora faz parte da comunidade chatbots.org/br

O Servicebot-3 foi publicado na comunidade chatbots.org/br. Trata-se de uma comunidade de desenvolvedores chatbot na qual estão listados inúmeros desenvolvedores, acadêmicos e usuários com foco em pesquisa e inovação de chatbots no mundo inteiro. A comunidade apresenta o maior crescimento do mundo em conversação humano-robô AI (Inteligência Artificial). Confira abaixo mais informações sobre os chatbots e a comunidade.

O que é um chatbot?

Um chatbot é uma entidade viva artificial projetada para ter conversas com seres humanos reais. Isso pode incluir uma conversa de texto via computadores, uma conversa falada ou até mesmo uma conversa não verbal.

Futuro dos chatbots

Os chatbots têm um enorme potencial. Eles são a personificação da capacidade em evolução de marcas (ou governos, ou ONGs) para ouvir as pessoas, em vez de simplesmente enviar mensagens. Eles nos mostram o futuro do que vem a seguir depois da publicidade. No longo prazo (10-20 anos), esta indústria tem potencial para ser tão grande quanto à indústria da publicidade hoje.

Essa indústria ainda está em seus primeiros dias. Não há associações, nenhuma pesquisa compartilhada, não há consenso sobre a terminologia. Para os clientes, não há visão de desenvolvedores, não existe uma lista de casos de qualidade, nenhuma implementação de melhores práticas.

É por isso que Chatbots.org foi desenvolvido em 2005 e lançado neste URL em janeiro de 2008.

Futuro da Chatbots.org

Chatbots.org está cada vez mais se tornando uma associação: Realmente a intenção é de avançar a indústria chatbot mundial. Ela oferece às pessoas a oportunidade de se relacionar, trocar conhecimento e crescer.

Membros

Embora Chatbots.org seja uma comunidade e, portanto, a palavra “nós” implicaria seus 8.000 membros, também possui uma equipe central de trabalho com um número significativo de horas a cada semana.

Mais informações

Para obter mais informações, acesse www.chatbots.org.

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.