Startups de Curitiba juntam forças para ajudar comunidades carentes da região

34

Em meio ao cenário de distanciamento social provocado pelo novo coronavírus, e dos impactos da situação na renda de muitas pessoas, dez startups de Curitiba (PR) se juntaram para ajudar comunidades carentes da região. Participam da iniciativa as empresas de tecnologia Bcredi, Contabilizei, EBANX, HeroSpark, James, Juno, MadeiraMadeira, Olist, Pipefy e Rentcars.com.

As startups lançaram a campanha de arrecadação #ajudedecasa para beneficiar duas instituições que estão distribuindo alimentos e produtos de limpeza para pessoas em situação de vulnerabilidade: o negócio social Youngers e o Grupo Dignidade. Para arrecadar as doações, as startups criaram uma página, na plataforma EBANX Beep. Quem acessa o site http://ebanxbeep.com/ajudedecasa pode escolher para qual instituição quer doar e qual valor, além do método de pagamento: cartão ou boleto bancário. Esta é a segunda ação social que as empresas promovem em conjunto.

Famílias alimentadas em parceria com comércios locais 
A Youngers, instituição focada em promover cursos para gerar empregabilidade em comunidades carentes, mudou seu foco de atuação após a pandemia. Com o cenário atual, a instituição fez um mapeamento e entendeu que as comunidades que antes eram atendidas pelo seu projeto, vivem nesse momento em uma situação ainda mais grave de falta de renda. O grupo passou então a mapear as diferentes necessidades de cada família dentro das comunidades e criou um “vale-quarentena”. Com isso, cada família pode fazer uma compra em um dos mercados locais cadastrados no programa.

“Queremos dar um pouco de autonomia para as pessoas escolherem o que precisam. Elas recebem um vale e trocam por produtos diretamente nos mercadinhos do bairro, e a Youngers paga o mercado”, explica Geovana Conti, fundadora da instituição.

Apoio para comunidade LGBTQI+ sem renda 
O Grupo Dignidade, que foi criado com o objetivo de promoção e defesa dos direitos humanos de pessoas LGBTQI+, também está focado em atender às necessidades da comunidade sem renda. Logo que as medidas de distanciamento social passaram a ser aplicadas, a ONG começou a se mobilizar, pois grande parte da comunidade atendida possuía algum tipo de trabalho informal.

“Já na primeira semana recebemos pedidos de ajuda para alimentação, higiene e despesas como luz e água”, conta Rafaelly Wiest, diretora do Grupo Dignidade. Desde o início da quarentena, estão distribuindo alimentos não perecíveis e materiais de limpeza para a comunidade. Mais de 200 pessoas já foram impactadas pelas doações até o momento.

A arrecadação 
A arrecadação será feita utilizando a plataforma EBANX Beep, lançada pelo EBANX em março com funcionalidade para ajudar micro e pequenos negócios a terem fluxo de caixa durante o período de quarentena.

Para a campanha #ajudedecasa, foi montada na plataforma uma espécie de loja online, em que os produtos são as quantias a serem doadas para cada instituição. O valor das doações será repassado integralmente às duas instituições, já que não será aplicada a taxa de processamento das transações na plataforma EBANX Beep.

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.