Trabalho temporário é alternativa para jovens, que representam 27% da taxa de desemprego

A pandemia do novo coronavírus gerou uma crise econômica no mundo todo. No Brasil, os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam mais de 12,3 milhões de desempregados, sendo 27% representados pelos jovens. Já o levantamento da Employer RH, aponta um crescimento de 2% de jovens na faixa de 18 a 25 anos contratados nas vagas de trabalho temporário. De janeiro a março de 2020 o dado chega a 35%, em 2019 no mesmo período, os jovens representavam 33% das vagas ocupadas no trabalho temporário.

Para o presidente da Employer RH, Marcos de Abreu, apesar de ainda estarmos sentindo os efeitos da pandemia, o trabalho temporário é a melhor solução para se manter ativo no mercado de trabalho e com a economia mais estável. “O trabalho temporário é considerado como a porta de entrada dos jovens que querem crescer e buscam a primeira oportunidade de trabalho. Além disso, o jovem contratado pela modalidade temporária possui a chance de ser efetivado. O percentual de trabalhadores temporários de todas as idades que são efetivados na empresa Utilizadora é de até 15%. O temporário tem a oportunidade de demonstrar suas competências profissionais, durante este período, conquistando o primeiro emprego”, explica Abreu.

Os jovens que ainda estão procurando por vagas podem aproveitar este momento para expandirem suas qualificações por meio de cursos online e webinares (vários gratuitos) e se especializarem na área que desejam atuar.

“É fundamental que os jovens que buscam uma oportunidade de trabalho não fiquem parados neste momento. É hora de estudar o mercado e analisar as tendências para sair na frente e estar preparado. Há diversas oportunidades em que os jovens podem iniciar como temporários e desenvolverem sua carreira tendo chances de efetivação no futuro. Esta modalidade de contrato temporário está sendo uma das principais formas que as empresas encontraram para selecionar jovens talentos durante esse período de incertezas”, finaliza Abreu.

curitibait

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.