Vereadores confirmam Fundo de Inovação

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovou, nesta terça-feira (22), quatro projetos de lei em segundo turno, todos com unanimidade – que agora seguem para a sanção ou veto do Executivo. Dois deles são mensagens do prefeito. Em uma delas, dependia da autorização dos vereadores a criação do Fundo de Inovação do Vale do Pinhão (INOVA VP), de fomento à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo. Na outra, a abertura de crédito adicional suplementar, de R$ R$ 6,338 milhões, à Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab-CT).

O Inova VP deverá receber um aporte inicial de R$ 10 milhões (005.00110.2019). Os recursos do Fundo de Inovação serão usados para equalizar taxas de financiamentos às startups, como garantia de risco em linhas de crédito à inovação, como contribuição em fundos de investimento à pesquisa e em projetos de estruturação “de soluções inovadoras, visando à eficácia e à eficiência na prestação de serviços públicos e a cooperação entre os setores público e privado”. A proposta foi anunciada aos vereadores no final de maio, pelo secretário municipal de Finanças, Vitor Puppi, durante audiência pública.

Líder do prefeito na Câmara, Pier Petruzziello (PTB) compartilhou com os parlamentares, nessa segunda-feira (21), na discussão em primeiro turno, o sentimento que “o Vale do Pinhão tomou conta da cidade”. Destacando o fato de Curitiba ser a única cidade fora do eixo Rio de Janeiro-São Paulo com um “unicórnio” – como são chamadas, pelo seu caráter extraordinário, as startups que alcançam valor de mercado superior a US$ 1 bilhão, o vereador elogiou a empresa Ebanx. “É um orgulho para a nossa cidade”, afirmou. Ele ainda cobrou que a CMC também invista em inovação.

Fonte: Câmara Municipal de Curitiba

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Os comentários estão desativados.